quarta-feira

Precisamos enxergar para dar o basta!!!

Boa tarde!!! Tem dois meses que voltei a me relacionar com o meu ex-rolinho que me enrolou por um ano sem assumir compromisso. Esses dois meses estávamos muito bem, tudo maravilhoso, ele era romântico, atencioso e duas semanas atrás me pediu em namoro e eu feliz da vida aceitei... Foi então que tudo mudou, ele começou a ter atitudes estranhas comigo, inventava desculpas para não estar comigo, não atendia o celular e não retornava as minhas mensagens e eu preocupada achando que algo de ruim havia acontecido e no dia seguinte ele responde que estava em uma festinha... Outro dia em um casamento de um amigo em comum, os amigos fizeram piadas dizendo que ele iria chamar umas meninas e eu junto para uma baladinha, me segurei para não brigar e estragar o dia... Por vezes ele age com grosserias e com falta de cavalheirismo. Ele tem quase 30 anos e nunca namorou, ele prefere estar com os amigos ao invés de estar comigo, às vezes conversamos, mas ele não leva muito a sério as minhas conversas. Quando ele está comigo, ele é frio e ao lado dos amigos ele se mostra um pouco mais carinhoso. Queria apresentá-lo a minha família e conhecer a dele, mas ele foge dos compromissos. Eu gosto dele, queria mudar suas atitude e a minha se for eu que estou errada em algum ponto, mas ele está muito estranho!!! Será que tem como eu reverter essa situação dele não estar nem ai para mim?

Em minha opinião, acho que ele só queria ter um “flashback” e acabou se empolgando nesses meses em que estão juntos e agora ele está arrependido, mas como ele nunca namorou e os homens em sua maioria são covardes, ele não tem coragem de falar e começa a prejudicar a relação de propósito para que você termine e ele não tenha que fazê-lo (com isso ele pode dizer, foi ela que terminou)...
Ele é um “molecão” que usa a parceria em beneficio próprio; exemplo: Vai ter um lance de casais, aí ele leva você; agora a rodada é só para solteiros, então ele se livra de você; ele não é companheiro e acredita que com você ao lado dele estará sempre perdendo algo de bom com os amiguinhos e não percebe que o bom é estar com você... Ele ainda está na fase de querer aproveitar tudo sem medir as consequências, só pensa nele, por isso ele é egoísta, imaturo e frívolo, ele ainda é “uma Maria vai com as outras” que depende dos amiguinhos para definir se estará acompanhado ou solteiro...
Falta interesse dele em seus projetos e afazeres, acho que ele “olha somente para o próprio umbigo” e ainda não está preparado para uma relação a dois. Quando está com a turma mostra-se uma pessoa simpática, alegre e de convívio fácil, um homem para todos se encantarem, mas na realidade ele é frio, calculista, individualista e manipulador...
Vocês se conhecem há tanto tempo, já entregou o “tesourinho”, se diz apaixonada por ele e que estão namorando, porém você ainda não o apresentou para a sua família e nem ele para a dele, “tem algo de podre no Reino da Dinamarca”, seu subconsciente e os seus instintos sabe que ele é todo errado, senão já o teria apresentado... rs. (e você ainda quer esse mancebo ao seu lado?!?). Como você mesmo disse ele era um “ficante” e continua sendo, pois ele a trata como tal, só você não se deu conta disso!!!  Com toda essa tecnologia disponível, o que não tem cabimento é ele sumir, “dar um perdido”, só falar com você no dia seguinte e você ingenuamente dizer que confia nele, faz me rir... rs.  
Agora pense e realize!!! Porque você ainda estar com esse “moçoilo”, se ele não tem vontade de atender o celular para falar com você, fico imaginando quando estão ao vivo e a cores o que ele faz ou não faz com você...rs.  Ele pouco se esforça para agradá-la, ele não está nem aí para você, por enquanto o mundo gira em torno dele, mas isso vai acabar e talvez ele perceba o que perdeu...
Em sua opinião, ele precisa de um valor 07 de mudança, acho esse valor muito alto, até um número 03 ou 04 eu aconselho tentar, mas 07!!! Acho que ele não vale todo o seu esforço e dedicação para alcançar essa mudança, isso se você conseguir mudá-lo ou até mesmo adequá-lo a algo parecido com o que deseja, acredito que você irá ter mais decepções do que alegrias nessa busca...
A motivação dele é para beneficio próprio ele é egocêntrico e só é prestativo quando envolve algum favorecimento... Acho que ele no momento não é o cara certo para você.
E os amigos dele são infantis e os seus dizem que devem ficar juntos porque acham que vocês se gostam!!! Que argumentos são esses!!! Seja incisiva com seus amigos, peça uma opinião mais detalhada, saiba que os amigos verdadeiros querem o seu bem e eles tem uma visão do todo que você não tem...
Vamos falar um pouco de você: Quando você o conheceu vocês ficaram e ele saia com os amiguinhos e farreava... Vocês pararam de ficar, você começou a namorar, deixou de ser ciumenta, tornou-se atenciosa, responsável e mais alegre, cresceu como pessoa, evoluiu, aprendeu que a felicidade não está no outro, está em si mesma e que o parceiro apenas acrescenta mais felicidade na que você já tem e por aí vai... Enquanto isso ele não evoluiu nada, continua sendo o mesmo acriançado que você conheceu há cinco anos...
Acredito que esse cara não é legal o suficiente com você para namorar, mas se você o quer tanto a primeira coisa que precisa fazer é: já que ele nunca namorou você precisa mostrar a ele que namorar pode ser maravilhoso, que não é um presídio, que ele ainda vai poder fazer muitas das coisas que gosta e fará outras como casal que também são bem legais...
Para que você não perca tempo e não aposte as suas fichas em um relacionamento sem perspectiva, você precisa conversar com ele e saber a opinião dele sobre assuntos polêmicos, sobre o futuro, os sonhos dele, o que ele almeja e onde você se encaixa na vida dele, pois essas revelações podem dizer se vocês convergem para a mesma direção ou se são distintos e não compatíveis para as pretensões que desejam para o futuro...
A maioria das relações no começo é maravilhosa e a sua não começou nesse ritmo, isso já é um motivo para olhá-la com atenção, com o passar dos dias, meses e anos aqueles defeitos se agravam, o que você precisa saber é que se existe algum problema que você não atura hoje, amanhã será insuportável, saiba também que alguns desses probleminhas podem ser solucionados e outros não, mas o que você precisa é ficar bem atenta quanto aos desvios de caráter, ética e moral e verificar se a criação e a educação dele são semelhantes a sua, observar se as opiniões e os julgamentos dele vão de encontro aos seus... 
Vejo que quando ele está só com você, ele se mostra outra pessoa, um pouco mais razoável, carinhoso e até receptivo ao convívio de casal, essa é a hora da doutrinação, pois você me disse que conversam sobre tudo, então insista no assunto namoro e o que é preciso para que os dois possam ter esse comprometimento sem ser um estorvo para nenhum de vocês... 

terça-feira

Haja paciência!!!

Namoro há 12 anos e somos noivos há 10 anos com pedido de noivado, aliança, jantar com as famílias e até bolo para comemorar a data, mas esse evento já vai fazer uma década, pois nunca consegui realizar o meu sonho de casar, porque sempre ele tem uma desculpa para que isso não aconteça. Hoje moramos juntos porque ele aos poucos foi ficando e quando me dei conta ele já estava passando temporadas na minha casa, isso já se vão dois anos e agora já estou acostumada, mas não desisti do casamento, para ele ficou cômodo, só que estou cansada dessa situação, ele não é nada romântico, não me faz nenhum agrado, não saí comigo, ele esquece datas importantes, não compra nem uma lembrancinha no meu aniversário e muito menos no dia dos namorados, sempre diz que não tem dinheiro, mas para sair com os amigos arruma tempo e trocados. Eu estou sempre preocupada com o bem estar dele, queria sempre agradá-lo, sou romântica, pois nunca me esqueço dele, enquanto isso ele não cumpre as promessas e eu fico chateada e chorando escondida, nossa vida juntos não tem emoção, não fizemos nada do que nos propusemos durantes esses 12 anos, nenhuma viajem, quase não saímos. Ele não se mexe, acho que ele nem me ama mais, está comigo por conveniência, não mostra interesse em nosso relacionamento. Sempre que toco no assunto ele me destrata e diz que só sei reclamar, que estou pressionando, que estou insatisfeita e que se estamos nessa situação é por minha culpa. Será que ele vai casar comigo? O que eu faço? Todos os homens são assim, acomodados? Será que a culpa é minha?

Criatura!!! O que você está fazendo da sua vida?!? Perdeu doze anos nesse relacionamento emocionante... rs. Nossa!!! O relato da sua relação é de encher os olhos de M...!!! Que cara chato, sem vigor, sem vida, sem perspectiva, sem animação, pior que filme mudo em preto e branco... rs. Ainda bem que você está viva, pois tem chance de reverter esse quadro apático da sua existência, a solução é botar esse sanguessuga para fora da sua vida e da sua casa, ele não vai casar com você, ele está apenas sugando sua força vital e acabando com a sua autoestima, não dê chance a ele, procure se erguer das cinzas como uma fênix renascida e voe para bem longe do que não lhe faz bem, que no caso é esse mancebo, individualista, manipulador e interesseiro, procure sua felicidade ao lado de outro homem que saiba dar o devido valor que você merece. Quando você der o basta, tudo vai mudar, ele vai se tornar o santo, vai ser gentil, amável, generoso, romântico, amoroso, vai até marcar a data do casamento tudo para lhe envolver novamente na rede de mentiras dele... Aí vai depender de você; ser forte e resistir às tentações do encardido... rs. 
E quando isso acontecer a minha pergunta será: Porque ele só foi se “mexer” quando você resolveu por ele para correr? Ele teve doze anos para mostrar que te amava porque não o fez? Moça!!! Abra os olhos e não caia nas historinhas que o dito cujo irá lhe contar... Doze anos é um número bem satisfatório de oportunidades que você deu a ele para ser o homem melhor para a vida do casal e ele não aproveitou e agora acabaram as chances!!! Lembre-se que uma relação é formada por alguns princípios básicos e que se faltar alguns deles em sua nova vida é a hora de pensar se vale a pena prosseguir com o relacionamento. Na sua atual relação é capaz de vocês só terem cativado apenas dois ou três desses princípios ao longo dos doze anos em que estiveram juntos (+ ou – um a cada seis anos = novo recorde... rs.). São alguns deles: Companheirismo, confiança, respeito, amor, amizade, fidelidade, sexo, sinceridade, dedicação, carinho... Tome uma atitude, pare de esperar a vida arranjar sozinha, deixe de ser acomodada e lute por você... Porque se você não o fizer, ninguém o fará por você... Força!!! Descubra a alegria de viver!!! Porque o que você tem agora é uma “coisa” que não se pode chamar de vida...

segunda-feira

Tudo por uma noite no "Pé Sujo"

Olá! Estou gostando de um rapaz, porém ele é compromissado e a mulher dele está grávida... Eu o conheci no trabalho, ele sempre foi muito simpático comigo, almoçávamos juntos quase todos os dias, o interesse foi surgindo aos poucos e acabamos nos beijando furtivamente pelos corredores e nas salas do trabalho... Ele me convidou para sair após o trabalho e logo aceitei pensei que ele ia me levar para uma noite romântica, mas para a minha surpresa ele embicou o carro em um motel “meia-boca”, mas como eu estava apaixonada na hora não dei importância, pois eu queria curtir o momento e o que valia era estar com ele... Tivemos uma noite maravilhosa de muito sexo e revelações, ele se abriu comigo...  Ele me disse que o relacionamento dele não está bem e que não se relaciona sexualmente com a mulher já faz pelo menos uns seis meses... No dia seguinte no trabalho foi muito estranho ele estava frio, evitava falar comigo, não me olhava nos olhos, parecia ter medo de mim, fugia, se escondia, parecia que eu tinha uma doença contagiosa... À noite mandei mensagem ele se desculpou por ter me evitado, disse que ficou encabulado por ter traído a esposa e que isso não era atitude de um homem casado que por isso não devíamos nos ver mais e que tudo o que aconteceu foi um engano... Faz duas semanas que ele não fala comigo, ele não responde as minhas mensagens... Eu gosto muito dele e acho que ele gosta de mim o que eu devo fazer para reverter essa situação?

Queridona!!! Ele não está afim de você!!! Ele só queria te papar!!! Desencana!!! Ele te usou como um chiclete, mastigou até perder o gosto e depois cuspiu fora!!!  Bola para frente!!! A fila anda!!! Segue o jogo!!! Essa é a vida, às vezes caímos nessas armadilhas, mas os sinais estavam na sua cara, Levou você no motel “pé sujo”, ele era compromissado, mas você quis mesmo assim, ele flertava com você e você achava isso o máximo, ele a levava para almoçar, que demais!!! Ele dava atenção para a sua carência uhuuu!!! Ele era diferente dava umas esfregadas e uns amassos furtivos no banheiro, no elevador, nos corredores da empresa!!! Eu era a outra podia ser pega a qualquer momento, mas adorava viver perigosamente, me sentia a adolescente, a irresponsável!!! Acorda para vida!!! Esse homem apenas a usou... Agora, o que não dá é para ficar chorando por homem cafajeste... Tenho pena da coitada que está grávida desde mancebo desprezível que vai terminar cuidando de uma criança sozinha, pois o marido vai estar na gandaia abandonando um bem maior que é a própria família... Pare de se lamentar e procure um homem de verdade para você de preferencia um que esteja descompromissado ou aprenda a ser feliz consigo mesma e verá que a sua felicidade não depende dos outros... 

terça-feira

Ratinha de laboratório

Olá!  Comecei a namorar novinha com apenas 14 anos, ele tinha 16 anos, mas já me sufocava, pois queria estar ao meu lado o tempo todo, após dois anos de namoro terminei porque queria estar com as minhas amigas, conhecer outras pessoas e também porque me interessava por outros rapazes. Quando terminei bateu aquela dúvida será que ele é o cara!?! Fiquei desesperada com a possibilidade de perdê-lo, ainda por cima quando eu soube que ele estava interessado por outra menina... Então resolvi falar com ele e decidimos ter uma amizade colorida e assim ficamos em uma relação aberta por mais dois anos. Ele diz não ter ficado com mais ninguém, eu, porém, fiquei com muitos outros meninos, mas nada muito sério e somente beijo na boca. Agora chegamos ao impasse preciso tomar uma decisão do jeito que está não dá mais, não sei se quero ficar com ele ou não. Penso no que estivemos juntos, pois foram quase cinco anos, tivemos bons momentos, mas as lembranças fortes que me vem à cabeça são do homem possessivo, ciumento e controlador... Não sei se quero isso para mim, gosto muito dele, porém ele não mudou o seu comportamento, são tantas dúvidas e cobranças, tenho medo de me arrepender e de não encontrar alguém que me dê valor como ele me dá. Queria poder gostar dele o suficiente, mas sei que ele não me completa por inteiro, não consigo me entregar a ele e ao amor que ele me oferece. Não sei o que fazer? Preciso de ajuda!!!

Eu sei o quando é difícil essa fase, essa idade, são tantos questionamentos, são tantos planos, são tantas decisões, tantas escolhas, tantos caminhos e por aí vai... Como disse o Zeca às vezes temos que deixar a vida nos levar, ir com a maré, deixar a poeira abaixar, a terra se assentar, a névoa se dissipar para podemos ver com clareza o caminho que temos a nossa frente... No seu caso acho melhor vocês se afastarem, cada um seguir um caminho diferente, não tenha medo do futuro, ele pode até ser assustador porque ele ainda não se mostrou, porém aí é que está à graça dele, a cada dia esse futuro pode te surpreender... A mesmice do seu presente você já conhece e não gosta como você mesmo nos relatou; então essa vida não é uma opção, a tendência dela é somente piorar e fazer de você uma chata, rabugenta, intolerante e mal amada, com isso a sua vida será a rotina de um camundongo rodando em uma gaiola dentro laboratório... Você tem uma longa vida pela frente não vou dizer que vai ser fácil, que você vai achar o amor da sua vida na primeira tentativa, talvez você nem o ache, mas o ato de procurar sempre pela sua felicidade e não se acomodar já vale a jornada... Nada vem de “mão beijada” tudo tem que ser conquistado para que se dê valor, o sonhar é acreditar que se pode realizar, então tenha coragem, fé, perseverança para correr atrás do que quer, a vida vai de derrubar algumas vezes, mas tenha força para se levantar e continuar lutando... Você quer uma vida melhor!!! A mudança tem que partir de você...



segunda-feira

Abrindo o baú do passado

Tudo começou em 2005, naquela época eu tinha apenas 14 anos e ele 19... Ele era encantador e me conquistou com poucos gestos, me enviava mensagens a noite, de madrugada e pela manha, como isso me fazia bem... Ele foi o meu primeiro namorado... Mas infelizmente algumas meninas da escola diziam a ele que eu era infiel e ele acreditava o que causava brigas e o nosso namoro acabou não dando certo... Além disso, tinha o meu pai que era arrogante e difícil de lidar, ele não deixava namorar, pois eu era menor de idade... O tempo passou conheci outra pessoa; namorei, casei e lá se foram 12 anos, mas hoje estou muito infeliz porque ainda tenho lembranças desse passado e do que teria acontecido se tivéssemos ficados juntos... Vivo me perguntando, o que eu fiz da minha vida? Até quando vou viver casada e infeliz e sem conseguir esquecer o verdadeiro amor da minha vida? Já conversei com ele e ele me disse que ainda gosta de mim e que eu sempre fui o grande amor dele, mas que agora é diferente porque tenho uma família e que ele não quer ser o motivo da minha separação. Mais eu não consigo esquecê-lo... Está sendo um tormento para mim... O que eu faço me ajude, por favor!!!

Vamos resolver por partes!!! Primeiro você tem responder algumas questões... Você sempre foi infeliz no casamento? Não tem como melhorar sua relação com o seu marido? Porque você se casou? Foi porque engravidou? O que te mantem casada? Você consegue se virar sozinha? Como e com quem vai ficar seus filhos? Você tem certeza que esse grande amor vai segurar os problemas do dia a dia? Seus filhos te apoiam? Sua família está ao teu lado? Quem te apoia? Esse amor antigo ele não quer só brincar de amante? Essas são apenas algumas perguntas... Crie outras perguntas e faça para você inúmeros questionamentos, anote-os e com base nas suas respostas tome a sua decisão...
Você pode até se separar do seu marido, mas tem que ser por você e não por outra pessoa, depois que se viu separada aí sim vamos juntar os trapos com outro alguém, porque senão você vai apenas trocar de casa é preciso conquistar sua independência seja ela moral ou financeira, é preciso pensar no bem estar dos filhos, não dá para deixa-los soltos por aí...  Digo tudo isso, pois ás vezes você toma uma atitude radical em prol de uma pessoa e na hora H, essa pessoa mastiga a corda e te larga na mão, por isso eu digo; se for fazer, faça por você, para a sua felicidade... Em minha opinião ele é frouxo e vai te deixar na mão... Ele não lutou por você naquela época e não vai lutar agora... Com relação ao seu casamento busque a sua felicidade... Não está mais feliz!!! Tentou tudo para dar certo!!! Então separe... Às vezes queremos tanto algo do passado que nos esquecemos das belas surpresas que o futuro pode nos reservar... Você pode até viver do passado, mas dê uma chance para o futuro lhe surpreender, aposto que você não irá se arrepender...