quinta-feira

Tem uma louca na minha vida.

Oi Fred!!! Achei seu blog por acaso e estou apaixonada por ele, parabéns. Tenho 29 anos, sou separada há 2 anos e meio e moro com meus pais, nesse tempo não namorei ninguém, conheci varias pessoas, mas nada sério, voltando para casa conheci um cara no trânsito e desde então ele não parou de me ligar, ele é separado e tem dois filhos pequenos, saímos algumas vezes até começarmos a namorar, ele me apresentou a família dele e os filhos, sinceramente comecei esse namoro para não ficar sozinha, hoje estou feliz ao lado dele, estou apaixonada e adoro os seus filhos... O único problema está sendo a ex. eles têm um restaurante em sociedade, mas isso nunca me atrapalhou até porque também mantenho contato com meu ex. só que agora a mulher enlouqueceu, ela apareceu na casa dele e fez um “mega show”, ela tinha bebido e queria a todo custo me encontrar, enfim, ela fez o “barraco” e eu fiquei na minha, ele a expulsou e ela me ameaçou...  Tive uma conversa com ele e falei que não aceito mais isso, estou confusa não sei ao certo o que fazer, gosto muito dele, mas ao mesmo tempo tenho medo dos “barracos”... O que eu faço? Beijos

Você não deve se meter nessa confusão quem tem que resolver esse problema é o seu namorado, ele tem que colocá-la no lugar dela e dar um basta nessa situação; a sua função nesse conflito é apenas impor uma solução, se ele não o fizer e porque não está nem aí para você, não tem consideração e não te respeita como companheira e amante... Se você participar dessa peleja só irá piorar o problema, é capaz dos filhos dele no futuro se voltar contra você, e com isso aumentar os arranca-rabos, ficando insuportável a convivência, fazendo com que você tenha que decidir entre agüentar as brigas ou procurar um novo rumo para a sua vida.

Ele é uma marionete.

Fred!!! Namorei um rapaz por 5 anos, foi um relacionamento bastante intenso, bonito, marcante e que transbordava um ciúme doentio de ambos os lados. Ficamos noivos durante a faculdade, tínhamos muitos planos de casar. Ele terminou comigo e depois se envolveu com outra pessoa, sempre muito influenciado pelos amigos e familiares, praticamente não possuía uma personalidade forte e decidida, ao contrário, era muito submisso à aprovação alheia. Comecei a namorar outro rapaz e durante esse meu novo relacionamento, o meu ex. assim que soube tentou me reconquistar de muitas formas, por vezes chegava a jogar sujo, ligava para mim quando o outro estava na minha frente e não se incomodava em desempenhar esse papel ridículo. Cheguei realmente a acreditar que ele estava arrependido de ter terminado comigo; Chegou um momento em que meu novo relacionamento ficou "mal das pernas" e eu resolvi terminar e dar uma nova chance aquele meu ex. que aceitou, mas não deu certo por causa da família dele que não ia permitir nosso relacionamento novamente, então ele resolveu que ficaria comigo, mas sem me assumir; não porque ele não gostava de mim, mas para não criar mal-estar na casa dele e com os amigos. Não aceitei isso!!! E em menos de um mês terminei essa história e disse a ele para nunca mais me procurar. Um ano se passou, e ele de novo vem me procurar por email de uma forma amigável, aparentemente sem qualquer malícia implícita. Novamente o descartei, agora com uma linguagem mais fria e direta sem deixar qualquer dúvida sobre o meu posicionamento de querer o afastamento definitivo entre nós dois. Fred!!! Por que essa obsessão por mim ou será somente cisma? Sou uma mulher imparcial nas observações e essa história descrita acima não tem nenhum teor de encantamento ou ilusãozinha.

Acho que ele pode estar arrependido, mas é muito frouxo para assumir, o cara não tem vida própria, não consegue ter opinião e muito menos o domínio de sua vida, ele se deixa levar pelas idéias dos outros e com isso não se impõe... Você me parece uma pessoa bem resolvida e sabe o que quer, não devia perder tempo com essas questões sobre esse babaca sem personalidade que é conduzido pelos familiares e amigos como um fantoche...rs. Se eu fosse você não dava muita importância e seguiria o seu caminho sem olhar para trás deixando o que aconteceu no passado; a não ser que você queira ser a rainha das marionetes e conduzir o rapaz a submissão...rs

quarta-feira

O fantasma da ex.

Oi Fred, tudo bem? Sou fã do seu blog, leio sempre! Parabéns pelos seus conselhos! Há dois anos tive um relacionamento conturbado; no começo ele era romântico, me elogiava, me fazia sentir especial, mas depois de um tempo ele começou a mudar, mentia, só me criticava e ás vezes me ofendia; ele tem complexo de inferioridade, e eu tentei ajudá-lo, mesmo com ele me colocando para baixo,  foi então que ele disse que amava outra pessoa há muito tempo... Depois desse dia percebi o quanto ele estava me fazendo mal e não acreditei que fiquei tanto tempo com uma pessoa dessas, agora minha auto-estima está abalada e sinto uma tristeza por ter sido rejeitada... Atualmente estou ficando com um cara que terminou um noivado e ainda ama a ex. gosto muito dele, mas tenho medo de me sentir abandonada de novo. Como me livrar desse sentimento? Quero me libertar desse medo de rejeição e gostar mais de mim.  O que é o amor? Ele é o sentimento involuntário ou escolhemos quem amamos? Obrigada!!!

O amor é um sentimento que entra em nossas vidas sem permissão, na maioria dos casos ele é involuntário podendo ás vezes ser ingrato e muito doloroso; não temos o controle sobre ele, mas podemos dizer não e nos afastar quando esse amor torna-se nocivo, prejudicial e não traz alegrias... No seu caso só uma boa conversa pode resolver o seu problema, explique para esse novo pretendente o que sente e pelo o que passou, exponha os seus medos e os seus desejos, quando fizer isso preste bem atenção nas palavras dele, tente ouvir a sinceridade e não o sentimento, aja com a razão e não com a emoção e deixe bem claro que você não vai ficar a disposição esperando que ele se decida pela ex. noiva ou por você... Abra o seu coração para que entre um concorrente porque se ele não a quer com toda intensidade que você merece tem quem queira.

A casa da moeda.

Olá Fred!!! Estou passando por uma fase horrível na minha vida. Namorei um rapaz durante 5 anos e sempre o ajudei financeiramente. Depois de um tempo, descobri que ele estava namorando há 2 anos outra mulher da cidade vizinha e terminamos o relacionamento. Uma semana depois ele me procurou dizendo que me amava e precisava de uma chance. Eu amando muito ele, acabei voltando, mas não existia mais confiança, eram só brigas e terminamos novamente... Eu ligava chorando todos os dias pra ele, dizendo que ele é o homem da minha vida, que era impossível esquecer-lo e com isso nos falamos até hoje por telefone. Eu continuo ajudando-o financeiramente, no telefone ele me diz que sente saudades e que tem um grande sentimento por mim, mas quando vou entregar o dinheiro para ele; ele me diz que tem que me evitar porque ele não quer criar falsas esperanças, que somos amigos e o que ele sente não quer dizer que vai acontecer novamente. Estou muito mal com tudo isso, sei também que ele está namorando atualmente. Preciso de suas sinceras palavras... Um grande beijo

Sensacional essa sua história...(rs). Você é o cofrinho que todo homem pediu a Deus, dá dinheiro, não cobra juros e nem precisa dar uma rapidinha...(rs). Acorda criatura!!! Que amor é esse? Você vai ficar bancando esse vagabundo até quando?  Tire-o da sua vida de uma vez, delete tudo o que tiveram e parta para um recomeço ou você quer continuar mendigando por esse amor de migalhas... Não adianta ficar dando dinheiro na esperança de que ele veja o quanto você é bacana e volte com rabinho entre as pernas; isso não vai acontecer!!! E  você fica choramingando pelos cantos enquanto ele usa os seus tostões com a nova namorada e diz ser seu amiguinho; você está sendo uma otária, que amizade é essa? Corte o mal pela raiz, eu sei que é difícil e que vai ser doloroso, mas um dia vai passar e esses momentos ruins ficarão no passado como lição de vida.

terça-feira

Brinca com criança acaba mijada.

Olá Fred!!! Tenho 32 anos e comecei a sair com um moço de 22 por 4 meses; ele era maravilhoso, encantador, romântico, inteligente e decidido... No começo relutei, não queria por causa da diferença de idade e de possíveis comentários, já que somos de uma cidade pequena. Após um mês começamos a namorar, foi perfeito cada dia eu queria mais ele perto de mim e era recíproco, mas eu não soube lidar com a diferença de idade, com os amigos, com as meninas da idade dele, foi muito falatório na cidade, ele é um moço muito bonito e cobiçado, comecei a ficar insegura. Nosso namoro era eu te amo, vídeos de amor, mensagens maravilhosas, enfim parecia um sonho! O que aconteceu é que essa insegurança me dominou, nosso namoro lindo e cheio de amor, começou a ficar chato, sem graça, não conversávamos sobre a relação e eu sempre aceitava tudo e ficava quieta, sei que ele era diferente e procurava um amor de verdade, mas eu não soube lidar com a situação. Duas semanas antes de terminar, ele começou a ficar quieto e percebi que algo não estava bem, queria que ele falasse comigo, mas ele ficava calado. A gente só se via nos finais de semana era o pouco de tempo que tínhamos para ficarmos juntos e ele dizia estar cansado e queria dormir. Depois de alguns dias ele começou a sumir sem avisar, e eu já esperando pelo pior quando abro o Orkut e lá está uma mensagem dele terminando, dizendo que não estava preparado para namorar, que não gostava o suficiente de mim e que não queria me magoar; liguei para ele na mesma hora, ele disse que a gente ia conversar, mas eu dei uma de orgulhosa e falei que não queria, se ele tinha decidido isso para mim estava bem. Deletei-o da minha vida e 4 dias depois ele estava com outra no baile, sofri horrores. Mandei para ele uma mensagem dizendo tudo o que estava engasgado, ele foi seco e frio, disse que não tinha dado certo porque eu não tinha passado a segurança que ele precisava e que eu ficava mais preocupada com o que os outros pensavam sobre o nosso relacionamento... Já se passaram três meses, não sou mais a mesma; acabei ficando doente, não consigo estudar...Tento até hoje entender tudo que aconteceu, sei que a culpa foi minha, ele esperava namorar com uma mulher segura e eu não fui. Já namorei muitas pessoas e sempre fui uma mulher de atitudes, otimista e bem resolvida. Gostaria da sua opinião a respeito do que aconteceu. Obrigada Fred!

O moleque é esperto conseguiu o que queria saiu da relação como bonzinho e você se sentindo a culpada da história, são quatro meses de relacionamento e mais três de sofrimento, acorda!!! Vai deixar esse borra fralda prejudicar a sua vida; ele nunca quis algo sério, ele apenas se fez de bom moço para te papar e você caiu como uma patinha, depois de estar saciado; começou a ficar frio e calado, esperando que você terminasse, mas como não o fez ele mudou para o plano B, e com total imaturidade que geralmente é uma característica de um garoto da idade dele, não teve coragem de terminar ao vivo e o fez pelo Orkut e você ainda se diz apaixonada por um babaca como esse... Saí fora!!! O cara é tão criança que teve a pachorra de dizer que estava terminando tudo por causa da sua insegurança e ainda por cima te jogou para os amigos como se fosse uma mercadoria velha e usada... Preste atenção no que eu vou dizer, porque já estou bravo com essa historinha, se você continuar pensando nesse garotinho que te usou e a descartou como um caroço de azeitona, eu vou começar a achar que você merece a vidinha de merda que está tento até agora... Levanta a bunda da cadeira e vá a luta, tem pessoas sofrendo por coisas bem piores e você está desperdiçando o seu tempo com um cretino como esse...

segunda-feira

Quais são as intenções dele.

Olá Fred!!! Começo parabenizando pelo seu blog que ajuda tantas meninas e mulheres, cada uma com suas histórias e foi isso que me animou em escrever. Tenho 22 anos e estou em processo de divorcio, não tivemos filhos e brigávamos muito a ponto de ele perder respeito por mim, não agüentei e conheci outra pessoa, mas não ficamos... Sofri muito com a separação e não aceitava essa idéia por ter tido uma criação conservadora, meus pais me deram muita força e consegui superar o que me serviu para minha maturidade. Atualmente voltei à faculdade que tinha parado, estou trabalhando também; sinto falta de ter alguém para curtir pequenos momentos a dois. Percebo que muitos rapazes da minha idade estão na fase de pegar a mulherada e os assuntos não me agradam; penso no meu futuro, quero me casar e ter filhos. Adoro me divertir, dançar, mas não gosto de sair sozinha, minhas amigas são casadas ou moram em outras cidades. Então recorri à internet e conheci um homem de 32 anos, mora na mesma cidade que eu há quatro anos, ele tem um trabalho legal, parece ter uma vida estável, conversamos dois meses pelo MSN, mas ele não sabe que fui casada, demoramos para nos encontrar foi apenas um breve oi e tchau com promessa de me ligar mais tarde... Ele me ligou, dizendo que adorou me conhecer e pediu um espaço na minha agenda para o fim de semana sair com ele. Estou em dúvidas se ele não está querendo só curtir? Um abraço. 

A princípio não tem como saber se é só curtição, você terá que dar uma chance a ele para descobrir as suas reais intenções, use da sua intuição quando estiver com ele, não deixe ele se aproximar do potinho de ouro do seu arco íris; o mercado está fácil não tem porque esperar por você, você precisa ser um diferencial; dificulte pelo maior tempo que puder essa caça ao tesouro, assim você vai se livrar daquele que queria só uma rapidinha, daqueles que tem um pouquinho de paciência e vai conseguir não ser enganada por pelo menos 80% de safados... O homem que espera por bastante tempo dá mais valor e está mais interessado, mas lembre-se essa dica só dá certo se você conseguiu uma relação de encontros estáveis e não esporádicos porque se ele só te vê de quinze em quinze dias ele pode estar matando a vontade com os “estepes” até conseguir te papar...rs

Pare de reclamar e lute.

Querido Fred!!! Há 6 anos me apaixonei por um cara casado. No começo a mulher dele sempre nos via juntos, mas ele nunca largava dela e vice versa; ela surtava no meio da rua e ele sempre ia correndo atrás dela, depois dessas humilhações ele sumia por meses e voltava para mim arrependido e começávamos tudo de novo; eu aceitava ser a outra por ser completamente apaixonada por ele; eu fiz de tudo para ficarmos juntos... Decidi dar um rumo melhor a minha vida e mudei de cidade, mas não adiantou nada sete meses depois estávamos juntos novamente naquela situação; após um tempo ele disse que precisava ser feliz com ela, que eu atrapalhava tudo, que ele queria uma vida normal ao lado dela e que ele jamais confiaria em mim, porque uma vez trai meu ex. namorado; eu fui viver a minha vida, um cara se interessou por mim e na segunda vez que saímos disse que ele era muito infantil e irresponsável e ele se mandou, mas eu estava afim dele e me arrependi de ter dado uma chance para outra pessoa entrar em minha vida, fazia tantos anos que eu não me envolvia com ninguém e olha só a merda que deu... Após um ano e três meses o meu grande amor voltou, ainda casado e dizendo que nunca me esqueceu, voltamos; só que eu não quero ser a outra, quero ter uma família, quero me casar... Eu não agüento mais essa situação, moro sozinha, ele poderia passar mais tempo comigo, mas nunca passa... Enfim, não sei o que fazer. Tenho medo de ficar velha e nessa situação ou de nunca mais me apaixonar, nunca mais ter chance no amor, porque o tipo de cara que eu procuro não existe no mercado (maduros, resolvidos e estabilizados)... Gostaria de uma palavra amiga, pois já não sei mais o que vale a pena. Beijos.

Você tem medo da vida, arrisque um pouco!!! O pior que pode acontecer e ouvir alguns “nãos”, algumas portas na cara e mais alguns chutes no traseiro... Você é nova e se não quer ficar velha esperando por esse homem pela vida inteira, vá a luta!!! Busque a sua felicidade, pois ela não caíra do céu... Nem todo mundo acerta na relação de primeira, pelo contrário (quase ninguém)...rs O que você não pode é ficar chorando e implorando pelas migalhas e titicas que ele lhe oferece, procure se abrir para um novo amor, dê alguma chance para outros homens se aproximarem; pare de ficar idealizando homens perfeitos, pois esse homem casado que você tanto quer é o pior dos cretinos; ele traiu a mulher, não te respeita, lhe trata como uma vagabunda, não confia em você e não olha o próprio rabo; quem ele pensa que é: o senhor da verdade, da moralidade e da decência... Acorda!!! Olha o que você está fazendo com a sua vida; está pior do que novela mexicana. É muito mais fácil ficar se fazendo de vítima dizendo que os homens não prestam, que a maioria deles não faz o meu tipo ou que eles não são românticos, maduros e sensíveis... Tem que ir a luta!!! Tudo que vem fácil as pessoas não dão valor; abra o seu melhor sorriso todos os dias, seja simpática e atrativa, logo vai surgir um homem que lhe dará o devido valor que você merece...

quinta-feira

Quero viver no meu "mundinho".

Oi Fred, adorei seu blog!!! Meu namorado terminou comigo argumentando que não conseguia abrir mão do seu "mundinho" e de ser ele mesmo; pediu desculpas por me fazer acreditar que ele sabia o que queria quando começamos a namorar e disse que queria visitar umas amigas que moram no interior do estado; uma delas mora sozinha e já foi um rolo dele... Apesar de não gostar muito da idéia, eu argumentei que se aquilo era tão importante para ele, não teria problema ele ir, mas mesmo assim ele quis terminar... Ele disse que eu era a pessoa certa no momento errado e que se continuássemos juntos ele iria me magoar, disse que me amava e que era para eu não duvidar do que ele sentia por mim. Perguntei se ele tinha certeza da decisão que havia tomado porque não era do meu feitio ficar "indo e voltando" em relacionamentos... Para mim é óbvio que ele queria pegar alguma dessas amigas e para não me trair resolveu terminar; não duvido de que daqui alguns meses ele irá voltar com o rabinho entre as pernas e vai encontrar com alguém profundamente decepcionada e que enxergou muito bem que merece coisa bem melhor. O que leva alguém a se comportar assim? Não era mais simples dizer "nunca te amei e quero pegar a minha amiga".

Foi melhor assim; porque se você insistir em alguém que não está pronto para uma relação em que os dois caminhem juntos em busca dos mesmos objetivos, no futuro quem vai se machucar será você... Até acredito que ele goste de você, mas ainda lhe falta maturidade para assumir um relacionamento; porque ele está na fase da “pegação” sem compromisso... Essa desculpa de pessoa certa na hora errada não existe; e bem típico de homem sem personalidade que precisa de subterfúgios para tentar sair de uma relação como um bom moço e deixando a porta do parquinho aberta... Eu também acho que ele irá lhe procurar!!! Seja forte e não caía na conversa dele, siga em frente que logo irá surgir alguém bacana em sua vida.

quarta-feira

Ele está arrependido.

Fred!!! Estou casada há mais de três anos, tenho um filho pequeno e há dois meses perdi um bebê que estava esperando... Depois dessa perda o meu marido recebeu uma ligação no celular de madrugada; perguntei a ele porque tinha uma pessoa ligando àquela hora; ele ficou bravo, dizendo que não tinha idéia, que achava que era algum cliente que estava ligando por engano; resolvi ligar para o número e uma mulher atendeu meio constrangida e disse que tinha ligado para um amigo. Não acreditei!!! E falei para ele sair de casa, ele se recusou e falou que ia descobrir o que estava acontecendo; depois de algumas horas a mesma mulher me ligou dizendo que tinha sido um engano e que houve apenas um mal entendido... Na semana seguinte descobri que ele me traía com a mulher do celular... Fiquei com muita raiva porque na época em que ele começou a sair com essa mulher, eu dizia que havia algo errado no nosso casamento e ele dizia que estava tudo bem, que estava cansado por causa do trabalho, mas eu me sentia sozinha e ele não conversava comigo... Depois que descobri tudo, ele se arrependeu e disse que não tem mais nada com a outra... Estou tentando dá-lhe outra chance porque ainda o amo e preciso fazer um esforço pelo nosso filho, mas não sei se ele ainda me ama, acho que ele não quis terminar porque eu pago a prestação da casa que financiamos juntos e com a separação ele teria que pagar sozinho e, além disso, ele sempre mentiu o valor da parcela para ficar com a diferença que eu depositava e dar presentinhos para a amante. Agora para se redimir eu tenho acesso ao telefone celular, as contas bancárias, ele sempre me dá satisfação de onde está e aonde vai, conversa comigo sobre o trabalho, está mais carinhoso e nossa vida sexual ficou muito melhor... Pergunto: Será que ele realmente merece essa chance? O que devo fazer para confiar nele novamente?

Eu acho que ele merece uma segunda chance... Abra o seu coração, o perdão tem que ser verdadeiro, sem desconfianças, você tem que acreditar na mudança dele do fundo do coração; precisa conversar com ele e ser bem clara no que deseja, diga a ele todos os motivos pelo qual está recebendo essa última oportunidade e o que você quer daqui para frente no seu relacionamento, mas não faça muitas exigências, porque a princípio ele irá aceitar, mas isso não é garantia de que ele consiga cumprir... Agora que “você está com a faca e o queijo na mão”, mas tome muito cuidado com o poder que você adquiriu e com as vantagens desse arrependimento porque tem certas características de um homem que não se pode mudar.

terça-feira

Estou casada com uma criança.

Olá!!! Eu casei com um inglês e somos muito diferentes; eu sou religiosa e ele não, ele é aventureiro e eu não; ele já morou em quatro países diferentes e é surfista e eu não. Quando casamos decidimos morar aqui no Brasil; abrimos um Buffet e tivemos que lutar muito; moramos na casa da minha mãe e fomos ajudados pelos meus familiares, dividíamos tudo porque para ele era normal pensar assim (você gosta de mim ou do meu dinheiro); não deu certo e voltamos para Londres e fomos morar com a mãe dele... Eu não conseguia arrumar emprego, tinha as minhas dividas no Brasil, não tinha dinheiro para nada e ainda precisava fazer um tratamento de saúde e com isso o nosso casamento foi desgastando... Foi quando tivemos uma oportunidade de trabalho em Paris, mas durou pouco e ele como tinha o dinheiro queria ficar por lá e eu tinha que voltar para o Brasil e depois para Londres para terminar o meu curso e não tinha como me manter em Paris... Ele diz que eu o prendo e sempre sou a culpada pelas nossas brigas... Agora estou no Brasil e ele disse que talvez virá para o casamento da minha irmã se isso acontecer é porque tentaremos reatar!!! Ele não sabe o quer!!! Eu sou uma pessoa tranqüila, não sou ciumenta e gosto de ter a mesma liberdade que sempre dei a ele. Ele não se preocupa com os meus sentimentos, mas fala que me ama e que sente a minha falta... 

O que você devia fazer é mandar esse garotinho chupar pirulito, pois ele é infantil, egoísta, imaturo e só pensa nele; deixa você passar por privações, porque ele acredita que as contas e tudo mais têm que ser dividido igualmente, ele é um idiota!!! Ele precisa aprender que o casamento significa; união entre duas pessoas que se gostam formando uma nova família, que são cúmplices, que tem respeito e carinho para compartilhar, tem sinceridade, amor e amizade em todos os momentos da vida, que sabem perdoar, que tem esperança no futuro e a vontade de crescerem juntos, não é uma separação de contas, dívidas, viagens, sonhos e cama... O grande passo para um casamento feliz é a existência do amor, algumas pessoas esquecem é fazem dessa união uma prisão de interesses: dinheiro, poder, gravidez, paixão, ciúmes, sexo e status... O casamento e o relacionamento tem que ser um sonho, um momento marcante na vida de um casal, uma decisão que não se deve tomar sem conhecer a fundo a outra pessoa e mesmo assim não é certeza de que vá prosperar...

segunda-feira

Ele está sugando a sua vida.

Oi!!! Estava passeando pela internet em busca de auxilio achei você; foi muito engraçado e resolvi escrever. Talvez o seu conselho seja o mesmo de milhares de pessoas... Conheci um homem e caí na burrice de ir morar com ele... Sempre o ajudei e depois de certo tempo ele começou a usar drogas, e eu tentando ajudar, tirá-lo deste mundo, ele me ofendia, me maltratava, me agredia, depois pedia perdão e eu sempre perdoando. Não sei se o perdoava por dó ou por amor ou por ele não ter ninguém, era uma mistura de sentimento... Na verdade eu acho que ele me usava por não ter onde ficar, mas apesar de tudo eu sinto falta dele e fico preocupada... Não dá para compreender como uma pessoa que não tem ninguém para ampará-lo não dá valor quando acha alguém que o ame e quer ajudar... Porque os homens são tão manipuladores?

Nem todos os homens são manipuladores!!! No seu caso a culpa é toda sua, você insiste no que está errado e acaba se machucando, você prefere ficar com um babaca que dependa de você do que arrumar um homem bem resolvido... Ele te maltrata, agredi e ofende e você continua levando essa “vidinha de merda”... Na verdade você tem medo de amar, tornou-se dependente desse amor doentio, porque se quisesse mesmo já teria chutado esse cretino para o espaço... Você já fez o possível por ele, agora está na hora de ser egoísta e se ajudar, procure a sua felicidade longe do “sugador de vida”, refaça o seu caminho e seja feliz, porque garanto que o amor e a felicidade não estão nesse tipo de caridade, e muito menos nessas agressões e humilhações...

sexta-feira

O carnaval acabou.

Tenho 41 anos; saí de um relacionamento tóxico faz uns 2 meses; ele era ciumento, controlador, teve síndrome do pânico e para fechar com chave de ouro ficou quatro meses aqui em casa sendo sustentado por mim e eu trabalhando como uma louca, fazendo pós-graduação e ele queria que eu estivesse cheirosinha e disponível toda noite para ele... Mandei-o embora e acabamos o relacionamento pela internet... Emagreci seis quilos, segui em frente com a minha vida e recuperei a auto-estima e 20 dias depois fui fazer um concurso em outra cidade e encontrei um conhecido que soube que eu estava solteira... Ele me fez elogios, deu em cima de mim, todo carinhoso, simpático, um doce!!! Ele é perfeito, mesma idade, independente, solteiro, resumindo, tudo de bom... Caí no papo dele e não posso reclamar, foi muito bom... Fui embora para a minha cidade no dia seguinte e continuamos a amizade... Combinamos de passar o carnaval juntos, mesmo ele tendo um compromisso com os amigos. Uma semana antes ele me um mandou e-mail pedindo para que eu não o odiasse, e que não daria mais para passarmos o carnaval juntos, pois ele tinha reencontrado uma ex-namorada e que as coisas entre eles estavam engatinhando e que não seria justo nem com ela e nem comigo... Ele perdeu o interesse né!!! Fiquei com a pulga atrás da orelha só com uma coisa... Será que seu eu tivesse me segurado e não tivesse transado, isso também teria acontecido? Beijos.

Mesmo que ele tenha encontrado uma ex. ele não iria perder a oportunidade de passar o carnaval com os amigos, pois se fosse uma namorada de anos ele estaria fora do circuito e assistindo os desfiles pela televisão...rs. Você tem que dar um desconto, ele tentou ser gentil ao lhe dar o fora, não quis magoá-la... O que aconteceu foi que na empolgação ele combinou de passar o carnaval junto com você, mas depois se arrependeu e decidiu que passaria o carnaval sozinho... O importante nessa sua história e não se arrepender do que fez, você na hora estava com vontade e aconteceu... Agora se a intenção era fisgar o rapaz você fez errado, pois a maioria dos homens ainda são quadrados e possessivos para ter uma relação duradoura com uma mulher que dá a perseguida para eles na primeira noite... Gostei muito da sua cartinha, você me parece uma pessoa bem resolvida e sabe o que quer, continue assim, logo irá encontrar alguém que valha a pena conquistar, mas lembre-se; a sua “caixinha de alegria” não pode ser dada a qualquer um...rs

quinta-feira

Minha sogra é uma cobra.

Olá Fred! Racho de rir com seu blog e confesso que também me assusto e acredito menos nos homens devido às suas grandes peripécias. Meu relacionamento é conturbado e cheio de idas e vindas... Minha dúvida não é sobre o relacionamento, o problema é a mãe do sujeito. Ela sempre dizia que eu era uma filha para ela, ficávamos conversando horas e horas, e eu de fato a via como uma amiga; jamais meteu o bedelho no nosso relacionamento; até surgir a rede social e ferra o que já estava ferrado; no último ano meu relacionamento estava terminado oficialmente e ele começou a namorar outra, mas terminou. Em 2011 nós estamos tentando reatar de maneira bem discreta, ela sabe (mães sempre sabem), mas não tornamos isso público para ninguém ainda. E eu vejo um recado lindo da parte da minha sogra numa foto da ex. falando como ela era linda e sempre foi, puxando o saquinho mesmo e agora elas estão todas cheias de blá blá blá... Pergunta: Como posso acalmar a minha fúria “Power Ranger” nessa hora...? O cara idolatra a mãe, mas ela tem tido umas atitudes meio toscas, pois se separou e fica falando que está indo para as baladas, que o casamento dela era uma bosta, fala que está sendo paquerada na rua e acho essas atitudes broxantes e infantis... E o pior é quando vem de uma senhora de quase 50 anos; pois acredito que ela tinha que ter o mínimo de respeito pelo ex-marido. Eu queria dar-lhe um cruzado bem no meio da cara dela...rs. Beijos
Se você quer mesmo ter o seu namorado de volta não bata de frente com a sogra, pois é uma briga desnecessária e você vai se dar mal; quem tem que controlar a mãe é o seu namorado, se isso não acontecer não dê um murro na sogra, troque de namorado, pois ele é frouxo e não respeita a mulher que ama... Por mais que a mãe dele não goste de você, ela tem que acatar a escolha do filho e ter um pouco de respeito por você, não precisa ter afagos e carinhos, apenas cordialidade...
Vamos conversar agora sobre a sogrinha; ela tem todo o direito de refazer a vida dela e de reclamar do casamento se a experiência para ela foi ruim e digo mais; se você não gosta que ela se meta na sua vida, não devia dar palpite na vida dela... Não faça aos outros; o que você não gostaria que fizessem com você, siga a sua vida e não dê importância para os comentários da sogra, porque se o fizer dará os motivos e satisfações para ela te encher o saco.

quarta-feira

Ele terminou e agora quer voltar.

Bom dia!!! Gostaria que você me desse a sua opinião sobre a minha vida afetiva... Fui casada por três anos, gostava e respeitava muito meu marido, porém ele fazia questão de provocar ciúmes e mágoas (olhava outras mulheres na minha frente, não me apresentava aos amigos dele...), enfim por depender financeiramente dele na época, ele pensava que eu era obrigada a agüentar tudo. O tempo foi passando e o casamento estava cada vez mais desgastado e por qualquer briguinha ele saía de casa e dizia que queria separação... Hoje estamos separados há oito meses e ele vive atrás de mim. Não sei se vale à pena a reconciliação, apesar de ainda gostar dele. E um dos maiores fatores para a nossa separação foi à interferência da família dele que nunca aceitou o nosso relacionamento. Estou confusa!!! Penso em dar uma nova oportunidade, mas  ao mesmo tempo, tenho medo de ser magoada... Sinto-me muito só e por ser muito romântica fico sonhando com uma pessoa que seja capaz de me amar intensamente ao ponto de que eu esqueça de tudo que vivi no passado.

Eu não li e não senti nenhum entusiasmo e muito menos vontade da sua parte em voltar com esse individuo... Tenha muita calma para tomar essa decisão, avalie os prós e os contras desses três anos de relacionamento, coloque na balança o tempo em que foi feliz ao lado dele e não acredite em promessas, pois elas geralmente são vagas e tem prazo de duração... Pense sempre na sua felicidade e não volte com ele porque está se sentindo sozinha essa atitude somente irá prejudicá-la no futuro... Como já disse antes e vou repetir para você; antes só do que mal amada, seja forte, escolha sempre o que é melhor para você e saiba as conseqüências da decisão que irá tomar, para não se arrepender depois.

Saindo com o Mister M.

Conheci um rapaz que trabalha na minha empresa ha dois anos, na época eu tinha um namorado, mas ja o achava bastante simpático. Meu namoro acabou e a nossa  amizade cresceu, conversavamos bastante e ele sempre me deu muito apoio, saiamos com os colegas de trabalho e ele me dava carona para casa, pouco a pouco ele foi me conquistando;  em uma festa do trabalho ele ficou ao meu lado o tempo todo e depois me beijou, disse que gostava de mim, mas não queria nada sério, depois disso ele mal falava comigo... passou um mês saimos novamente, nos beijamos e ele pediu desculpas por ter me tratado com indiferença explicou que a pouco tempo teve uma relação na qual iria se casar que não deu certo, eu disse a ele que entendia, mas estava atraída por ele e ele afirmou sentir o mesmo por mim. Passaram-se algumas semanas e não o vi mais... Na semana passada saimos novamente era aniversário dele e fomos a uma danceteria, os amigos estavam ansiosos por me conhecer, pois ele havia comentado sobre mim, ficamos juntinhos a noite toda, depois esticamos para a casa dele, e quando os amigos se foram, as coisas esquentaram um pouco, mas segurei a onda porque estava naqueles dias, combinamos de nos encontrar outro dia... um dia antes do encontro, ele manda uma mensagem dizendo que está inseguro e que não deviamos avançar para o próximo nível porque podia prejudicar a nossa amizade, pediu desculpas por ser um covarde e ter me desapontado tanto. Eu disse que estava tudo bem, que deviamos continuar a nossa amizade e agora mal nos falamos quando nos encontramos no trabalho. O que voce acha?

Eita menina de sorte!!! Escapou da roubada!!! Esse rapazinho não sabe o que quer, se quer melão ou goiaba para o café e muito menos se quer ficar com uma mulher...rs Após ficar com você desaparecia como se fosse o Mister M, falou sobre a amizade, disse que era covarde e desatencioso, se culpou pelas atitudes ruins que cometerá, deu todos os sinais de que não estava afim, só você que não viu... Pelo menos as conseqüências não foram tão ruins, você não está loucamente apaixonda por esse infeliz... Ele tentou usar a tática do bom moço para que quando lhe enfiasse o pé na bunda, você não ficasse com raiva dele... Desencana e ache outro homem para chamar de seu, porque se você insistir nesse imbecil, ele vai te papar e descartá-la na rua como um chiclete masgado, babado e sem gosto.

terça-feira

Despertando para a felicidade.

Olá Fred!!! Estou precisando de um “chacoalhão”... Para resumir a historia namorei dois anos e alguns meses com um cara que sempre falou aos quatro ventos que me amava...  Depois de uma briga resolvemos colocar um ponto final no nosso namoro, não agüentávamos mais brigar por bobagens e estávamos ficando cada vez mais distante; eu estava enlouquecendo e não entendia o porquê do distanciamento já que ele dizia gostar tanto de mim... Agora estou eu “chorando pitangas” de saudades, com o astral lá em baixo, sem vontade de sair de casa e imaginando que as coisas poderiam ter sido diferentes se nós não tivéssemos terminado, estou perdida, triste e com um vazio enorme dentro de mim... Enquanto isso ele está ótimo nem parece que terminou o namoro... Eu já li que você não gosta quando a pessoa se desvaloriza, mas infelizmente e assim que estou me sentindo. Seria possível um “chacoalhão” para que eu possa acordar para vida?

Como você mesmo disse; ele já está refazendo a vida dele e você está acabada, desmantelada, esmigalhada e sofrendo por esse alguém que já não está nem aí para você... Não adianta ficar com o traseiro formigando e com o rosto enrugado de tanto chorar por uma assombração... Ele não vai voltar e se voltar será somente para um lanchinho rápido... Exorcize esse demônio e siga em frente, o tempo vai resolver seus problemas, mas você precisa querer se ajudar... Não fique remoendo o passado e perguntando: Se eu tivesse feito isso, ou aquilo, talvez não tivesse acabado e nós ainda estaríamos juntos e blá, blá, blá? Não demore muito para se livrar desse fantasma porque a vida está passando e você precisa escolher um novo rumo para ela... O que você precisa fazer é tirar lições desse relacionamento e evoluir... O que não pode é ficar trancada em casa como se fosse uma aberração, tem que levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima... Em um relacionamento é muito difícil os dois saírem satisfeitos, cada um tem a sua hora; para ele o fim chegou, para você ainda haviam esperanças; fecha-se uma porta, abrem-se várias janelas é assim que funcionam todas as relações podendo ser amorosas, profissionais, familiares ou sociais... Vá a luta!!! Eu acredito em você...

Ninguém me quer.

Oi Fred!!! O que tem de errado comigo? Tenho 29 anos, sou advogada e independente, não sou feia, mas não consigo namorar... Os rapazes não se interessam por mim. Muita gente diz que eu sou muito séria e tímida, mas o que fazer? Procuro melhorar neste sentido, mas nem sempre fica natural e me sinto desconfortável... O homem gosta mais das mulheres  extrovertidas? E repudia as tímidas?  Inclusive tenho dificuldades para fazer amizades com rapazes... Um grande abraço para você.

Confesso!!! Os homens preferem as mulheres extrovertidas e descoladas, mas não fique triste e descabelada; as tímidas também têm os seus encantos, são misteriosas e ainda possuem uma lenda em cima delas; dizem que as acanhadas são um vulcão em erupção na cama...rs Na vida você não pode ser muito radical tem que ter equilíbrio; não pode ser tímida demais que espanta e nem muito extrovertida que assusta... Você tem que fazer a exposição da sua figura, ser mais sorridente, simpática e charmosa... Todo mundo tem a sua tampa de privada na vida, a sua está por aí, logo você vai achá-la...

segunda-feira

Está na hora de mudar.

Olá Fred! Tenho 23 anos e há oito anos estou em um relacionamento bagunçado... Eu o conheci na escola, namoramos e depois de três anos engravidei, meus pais forçaram o casamento, depois que o meu filho nasceu ele começou a sair, sumia por três dias, não dava notícias... Após três meses não agüentei mais essa situação e saí de casa... Ficamos separados por um ano, ele voltou a me procurar arrependido e querendo voltar, como eu ainda o amava dei-lhe uma chance, mas cada um na sua casa... Não durou muito, logo ele começou a fazer tudo de novo, sumia, saía com os amigos, não dava explicações e não atendia as minhas ligações... Resolvi seguir a minha vida, conhecer outras pessoas... Passaram-se dois anos demos uma saidinha e engravidei novamente, ele sumiu disse que a filha não era dele e que não ia assumir... Depois que ela nasceu, ele a conheceu e resolvermos começar tudo de novo... Estava tudo bem até ele começar a viajar com freqüência por causa do trabalho e para variar, sumia, não atendia as ligações; eu descobri que em uma dessas viagens ele levou algumas garotas é o pior e que elas moravam no nosso prédio; ele desmentiu, mas eu não acreditei, para completar essas mesmas garotas quando me vêem riem de mim e dizem a ele que estou o traindo e ele acredita... Tivemos mais uma discussão por telefone e ele terminou comigo por causa das fofocas... Por favor, me ajude... Obrigada.

O que você quer de mim? Quer que eu passe a mão na sua cabeça e te console... Você fez tudo errado, ele nunca vai mudar, ele te deu provas mais do que suficiente de que não presta e você fica tentando se enganar e acredita nele, a otária nessa história é você... Saí dessa!!! Essa sua vidinha me irrita!!! Vá procurar o que fazer, deixe o babaca explodir com as vadias... Dê o fora enquanto ele ainda não estragou a sua vida por completo, suma, desapareça!!! E vê se não inventa de sair com ele de novo porque cada saidinha e uma engordadinha... Acorda para a vida!!! Quem vive de rolo é barbante!!!

Dou amor e não recebo nada em troca.

Oi Fred!!! Tenho 20 Anos, namorei com um menino por três anos, acreditava que ele era o homem da minha vida; o começo foi muito conturbado eu era muito nova e não tinha maturidade suficiente para agir de forma correta, cometi vários erros... Ele era ausente, não demonstrava sentimento por mim, me deixava insegura e eu sempre dava um jeito de enxergar tudo diferente e lutava cada vez mais por ele, sem desistir... Terminamos várias vezes sempre por opção dele e quando ele via que eu estava bem, vivendo a minha vida, ele implorava para voltar, prometia melhorar dizendo coisas que sempre quis ouvir... Quando brigávamos; ele sempre fazia com que eu me sentisse culpada... Ficamos sete meses separados, voltamos e prometemos um ao outro fazer tudo para dar certo, não adiantou ele só dava mancadas, saía e não me falava nada, não me ligava, não dava satisfações, não falava que me amava, não me chamava para sair, estava frio e sumia nos finais de semana, até que eu não agüentei mais, tentei conversar, explicar o que estava acontecendo, pedi varias vezes para ele mudar, me dar mais valor por que eu sempre me dediquei a esse namoro e ele apenas disse que não era capaz disso e que achava melhor terminar porque ele não me fazia feliz... Perguntei a ele: Se você acha que não me faz feliz, porque não tenta? Já que sempre falou que me amava? Resposta: Porque não consigo!!! Ele não consegue por quê? Queria entender, se não gosta de mim, não seria mais legal ser sincero? Estou sofrendo demais, já não tenho mais lágrimas, eu o amo muito, nunca senti isso por ninguém, mudei meu jeito de ver as coisas por causa dele, e quando peço para ele mudar ou fazer algo por mim ele diz que não consegue!!! Não sei mais o que fazer, queria muito que desse certo. Ajuda-me estou perdida...

O que ele quer e ter você a disposição como uma concubina ou uma escrava sexual para satisfazê-lo quando bem entender; você ainda é nova tem muito que viver, tem muitas desilusões para sentir e vários amores ainda vão surgir em sua vida, ele só foi o primeiro de muitos... Esqueça-o, siga em frente e nos próximos relacionamentos não cometa os mesmos erros, o carinho precisa ser recíproco e não cobrado, não se doe demais para um homem que não merece e não sabe retribuir, não cobre a intensidade e o valor do sentimento, a prova de amor nunca será igual entre duas pessoas que se gostam, o que pode ser pouco para você para o outro pode ter sido muito... Fique atenta aos sinais e observe mais as atitudes e os gestos por menores que eles pareçam às vezes escondem um grande sentimento por trás.

sexta-feira

Sobrou apenas as dívidas.

Olá Fred!!! Tenho 33 anos e acabo de sair de uma relação que talvez só existisse para mim. Moramos juntos por mais de um ano, mas por causa de problemas financeiros nos separáramos e cada um tomou seu rumo em busca de dinheiro para recomeçarmos, passamos por situações dolorosas, ausência, distância... Isso tudo sempre regado de muitas juras de amor eterno. Há cerca de dois meses as coisas começaram a mudar, as ligações diminuíram, ficávamos uma semana sem nos falarmos e sem nenhuma explicação, fiquei desconfiada e com uma pulga atrás da orelha, resolvi ligar, afinal eu precisava de uma explicação; outra pessoa atendeu o celular e ouvi sussurros ao fundo, na hora não entendi muito bem, fiquei confusa, e liguei novamente, então pude perceber que estava sendo traída, que havia sido trocada e ainda fiquei esperando ansiosamente por sua volta; fiquei muito mal, dias sem comer, sem dormir, tentando achar um caminho para recomeçar, o que mais doeu foi à falta de explicação e consideração, ele nunca tentou se defender; Estou muito magoada  triste e infeliz, além de ter sido abandonada sem nenhuma explicação, todas as dívidas sobraram para mim... Voltei para o meu antigo emprego e estou pagando as dividas aos poucos... Confesso que ainda estou sem rumo.

Você devia estar feliz por ter se livrado desse traste, soltar fogos de artifício, sair e “bebemorar” a sua liberdade, acredite!!! Foi bem melhor assim... Longe do sanguessuga você será muito mais feliz; nesse momento você pode não estar vendo as possibilidades e as vantagens desse abandono porque ainda está magoada e triste, mas logo essa situação vai passar, você é forte, vai dar a volta por cima e vai conquistar todos os seus objetivos sem depender de terceiros... Não deixe ele voltar para a sua vida e estragar as suas conquistas, pois no futuro ele irá te procurar dizendo estar arrependido e que tem muito amor para lhe oferecer; a escolha será sua: a possibilidade de ser feliz e de reconstruir sua vida com outra pessoa ou ficar com esse imprestável que você já conhece e sabe que a qualquer momento ele irá te magoar, fazê-la sofrer e ainda vai sugá-la sem dó como se fosse um animal fétido e faminto.

quinta-feira

A vida não é uma droga.

Oi Fred!!! Gostei muito seu Blog, e também quero alguns conselhos seus. Tenho um relacionamento com uma mulher há 6 anos, sou decidida desde os 18 anos e já tive muitas pessoas em minha vida... Somos muito diferentes, ela não tem praticamente nada e vive de aparências, não assume o relacionamento que tem comigo para ninguém, isso me faz pensar que sou marginal, que estou fazendo coisa errada e que estou cometendo um crime...Vive me cobrando ajuda financeira; há 1 ano atrás eu comecei a ajudá-la pagando metade da sua faculdade... Quando ela precisava sair por qualquer motivo, seja para buscar ou levar a sobrinha eu estou sempre no apoio, e quando eu preciso não mexe uma palha para me ajudar. Queria saber por que estou com uma pessoa que só me maltrata e não quer me ver bem? Ela fez muitas coisas que me machucou, é egoísta não deixa nunca de fazer suas coisas por mim, só combina algo comigo quando não tem nada ou nenhum lugar para ela ir, parece que quanto mais ela pisa, mais próxima eu fico, esses maus tratos estão me deixando deprimida, por causa dessa situação eu estou envolvida com drogas.e uma forma de autopunição; às vezes penso que ela está comigo apenas por interesse... Além disso tenho problemas com a minha mãe, cresci e sobrevivi praticamente sozinha... Eu precisava de alguém pelo menos para controlar o meu emocional; Fred por que necessitamos tanto de alguém para viver? Por que não somos felizes sozinhos? Eu quero sair desse relacionamento, me ajude. Abraços.

A culpa é toda sua!!! Você gosta que as pessoas sintam peninha de você... Se não está satisfeita, então pule fora, agora ficar choramingando e implorando pelos restos de carniça que ela te oferece é inacreditável!!! Quando fazemos algo por alguém não devemos esperar nada em troca, fazemos porque gostamos, se ela em seis anos não te respeita e não lhe dá valor; vá procurar quem lhe dê, o que não pode é ficar sentada esperando que um novo amor caía no seu colo, e ainda por cima usando desculpas para usar drogas, acorda!!! Você é infeliz porque quer; dê um rumo na sua vida e seja decente, corra atrás da sua sorte, não precisamos de ninguém para sermos felizes; as pessoas que fazem parte da nossa vida agregam mais felicidade naquela que já possuímos. O grande problema de alguns babacas é a ausência de coragem e de vergonha na cara para enfrentar as suas dificuldades; a droga é apenas uma conseqüência ou uma fuga; o irreal não te levará a lugares fascinantes e nem deterá seus conflitos, trará apenas mágoas e desilusões... A felicidade existe e não é uma droga...

Alimentando o urubu.

Olá Fred, tenho um problema horroroso de relacionamentos mal resolvidos; tudo aconteceu quando fiquei grávida, meu namorado (que morava comigo há 3 anos) me largou e iniciou um namoro com outra pessoa. Durante a gravidez ele me procurava, tentamos ficar juntos quando a criança nasceu, mas foi impossível suportar  e agüentar um homem que saía com varias; mandei-o embora só que mesmo distante não consigo me libertar dessa relação medíocre e podre que ele me oferece. Quando me procura (alegando ver à filha) ele diz que me ama, que não me esqueceu e me deixo levar pelas palavras e pelo clima de sedução dele. Não é a primeira vez que o ouço dizer que está com outra somente para me esquecer como posso me livrar disso, que doença é essa?  Ao mesmo tempo em que recebo elogios, não sou boa o suficiente para eles? Sinto que não estou preparada para outros relacionamentos, eu passo mal, tudo me irrita, e acabo afastando os pretendentes antes que me cobrem algo que não posso dar... Amor!!! É tudo que mais quero retribuir. Ajude-me


Ele está fazendo o papel do homem canalha e mulherengo a otária nessa história é você que se submete aos caprichos e vontades dele... Você precisa ter mais confiança, ser mais decidida, pare de alimentar esse urubu que está atrapalhando o seu progresso... Você tem que dar um basta para poder seguir em frente e essa atitude só depende de você não tem uma receita... Evite vê-lo, tente não estar presente quando ele for ver a filha, ocupe o seu tempo consigo mesma, coloque metas em sua vida, seja egoísta e faça coisas que lhe dão prazer, se você não está pronta para outro relacionamento não force a barra tudo vai acontecer naturalmente e logo essa situação ficará no passado.

sexta-feira

Dia da mulher

Dia 08 de março; é o dia internacional da mulher: Essa data foi criada para lembrarmos dos 365 dias de muita luta, perseverança e dedicação dessas guerreiras que não ficam de braços cruzados esperando pela sorte, sabem lutar e vencer... Mulheres vaidosas, sonhadoras e inteligentes cada uma a sua maneira que nos ensinam a viver e a amar... Mulheres autênticas, criativas e decididas que com suavidade criam a vida e acolhem seus filhos em seus braços trazendo o alívio e a segurança sempre com um sorriso de menina no rosto... Mulheres destemidas, sensíveis e ousadas que pensam com o coração, que não escondem o que sentem, que choram lágrimas de alegria, orgulho e dor... Mulheres complicadas e tão simples como o desabrochar de lindas e perfumadas flores, que entendem a essência da alma de serem elas mesmas... Mulheres espontâneas, otimistas e alegres que nunca desistem de seus sonhos, objetivos e conquistas, trabalham demais, não participam de guerras, são exemplos de fé e paz, são sensatas e admiradas... Mulheres racionais, fortes e corajosas que outrora foram discriminadas e maltratas; hoje elogiadas e valorizadas, protegem a família e lutam pelos seus direitos contra preconceitos e injustiças... Ser mulher não tem explicação; é enfrentar a vida e os momentos difíceis sem perder a esperança, sempre com uma palavra de conforto e um brilho especial no olhar; não são apenas donas de casa, são médicas, psicólogas, educadoras, esposas, mães, filhas, companheiras, amigas, amantes e que ao mesmo tempo são meigas, carinhosas, belas e sensíveis, que amam, que choram, que tem no coração a bondade, a sinceridade e não se deixam abalar... Ser mulher é uma benção; ela deve ser respeitada, amada e conquistada diariamente... Mulheres eu desejo de coração toda a felicidade do mundo e que seus sonhos se realizem... Essa é uma pequena e singela homenagem que eu faço para todas as mulheres que nos encantam... Parabéns!!! Por serem únicas em tudo o que fazem...

A paciência é uma virtude dos sensatos.

Bom dia!!! Hoje acordei angustiada e no caminho do trabalho, dentro do metro, vi um simples casal, trocando carinhos e percebi que é isso o que almejo para mim, mas nada acontece... Tem cinco meses que me separei de alguém que me sugava o processo foi longo e doloroso, dei a ele todas as chances de mudar, mas ele simplesmente dizia que me amava e que isso era o suficiente, por fim ele me fez uma proposta definitiva e completa, eu o ouvi e claro me decepcionei. A proposta: Quero casar com você, estou cansado de ficar sozinho, quero alguém para cuidar de mim, somente nós dois, sem filhos, sem família, não quero envelhecer sozinho (ele tem 53 anos e eu 45)... Detalhe; fiquei com ele oito anos, ele era casado e eu não sabia, descobri, voltamos e ele se separou, mas não se afastou dela porque tinha uma sociedade, ele nunca me quis perto dos filhos dele, e eu pelo contrário trouxe-o para o convívio com o meu filho e familiares. Sei que pode parecer tolice, mas sou romântica, não penso em casamento, mas sinto muita falta de ter alguém com quem conversar, rir, amar, brigar... O fato é que já me disseram, mude seus hábitos, saia mais, uma hora alguém ira aparecer... Segui todos esses conselhos, mas não apareceu ninguém, sem falsa modéstia, não sou de se jogar fora... Sei que você não vai me dar à solução, mesmo porque não existe, mas gostaria de ouvir de um homem, que não sabe quem sou, algo que me faça seguir em frente sem tanto lamentar... Obrigada

O seu amor também está te procurando , tenha paciência são apenas cinco meses... Evite falar desse relacionamento ruim, deixe-o cair no esquecimento do limbo, seja alegre, saía com os amigos, deixe a vida seguir o seu curso, não fique desesperada tentando arrumar alguém, não se precipite nas escolhas porque está cheio de homens imprestáveis que não valem um níquel... Quando achar um pretendente dê uma canseira nele, faça o lutar por você, mostre segurança e não se entregue facilmente, seja a jóia rara de um homem que saiba dar o valor que você merece.

Ela tem um abacaxi na cabeça.

Oi Fred! Eu já te escrevi antes, na verdade foi um desabafo, sem perguntas! Hoje escrevo novamente para pedir uma orientação. Eu me separei faz 1 ano, e estava desempregada, essa semana o prefeito da minha cidade me chamou novamente para trabalhar, mas no mesmo prédio aonde trabalha a nova mulher do canalha do meu ex e isso me deixou muito mal, preciso muito desse emprego, pois cuido sozinha da minha filha, pois ele não quer nem saber se ela está viva, estou insegura e com medo, essa mulher é do tipo que coloca um abacaxi na cabeça para aparecer, minha cidade é bem pequena, onde todos olham e falam e ela quer a todo o momento aparecer, mostrar que está ali, que é superior, que está muito feliz, que é amada, que tem o marido perfeito, entende? Bom, o que faço? Como agir? Ajuda-me por favor! Obrigada.

Não se deixe levar pela raiva apenas a ignore, pense na sua filha quando estiver insegura e abatida ela lhe dará forças para continuar, pense na importância desse emprego para a sua vida, não caía nas provocações dela, tente esquecer o passado, siga em frente, não dê bola para a “aparecida”, seja forte e superior, seja feliz com as mudanças que a vida está lhe propondo (emprego novo) e quem sabe daqui a pouco não surge um novo amor.

quinta-feira

Quero a minha liberdade.

Fui casada por sete anos e ele me trocou, disse que se apaixonou por outra, sofri como louca, só depois de alguns fui à luta; conheci um cara maravilhoso e comecei a namorar, desde que ele descobriu, ficou me enviando e-mail mensalmente, eu não respondia, mas teve um dia que ele me tirou do sério e escrevi tudo o que estava engasgado, ele se afastou e parou de me escrever durante três meses até que na última semana ele me enviou um recado desejando parabéns pelo meu aniversário; eu não respondi, mas fiquei pensando, qual é a dele? Ele já está casado, será que ele não quer que eu o esqueça? Por quê? Acho que ele não está arrependido, pois nunca me pediu desculpas e muito menos preocupado pois nunca ofereceu ajuda, acho que ele quer dar uma saidinha, mas não faz sentindo porque quando nos separamos ele foi embora sem nem olhar para trás... O que será que esse imbecil quer? Você acha que eu devo fazer essas perguntas a ele? O que eu devo fazer para parar de ocupar meus pensamentos com isso? Beijos querido.

O que ele quer...rs? É ter sempre o harém dentro do freezer para requentar quando precisar... O que você deve fazer? Continue ignorando-o, não dê importância para as mensagens dele e evite qualquer tipo de contato com esse cretino; senão fizer isso ele vai só te procurar quando estiver enjoado da esposa... Ele quer que você fique em casa sozinha, chorando e esperando por ele deitadinha com um copo de whisky na mão e uma camisinha na boca... Você agiu certo, seguiu em frente, refez a sua vida, não deixe que ele atrapalhe o seu relacionamento e as suas conquistas... Não o procure para tirar satisfações e nem pedir explicações, ele quer desestabilizar a sua relação e com isso ter você em suas mãos novamente para usar, abusar e se lambuzar quando quiser; não acredite em seu arrependimento, ele quer apenas de papar de vez enquanto.

O ciúme e a insegurança controlam a minha vida.

Fred!!! Tenho 28 anos e sempre tive problemas com relacionamento. Meu primeiro amor aconteceu aos 14 anos, mas foi uma decepção muito grande para uma garota que não sabia direito o que era amor, ele era mais velho e fui obrigada a me separar quando minha mãe descobriu, fiquei 2 meses no interior contando os dias para voltar e vê-lo, quando voltei descobri que ele nunca tinha sido meu namorado, que era um mentiroso e que já tinha uma namorada que estava grávida e minha mãe tinha razão em me afastar desse homem. Meus relacionamentos sempre foram conturbados, cheios de ciúmes, brigas e inseguranças... Um desses relacionamentos eu tive até que fazer um boletim de ocorrência por ser ameaçada de morte... Hoje namoro com um cara mais novo, mas bastante maduro, responsável, mas eu não consigo confiar nele, namoramos há cinco anos e eu sofro muito com essa insegurança, fiz uma lipoaspiração sem necessidade porque achei que o problema fosse a de auto-estima, me senti melhor por um tempo... Sou bonita e chamo muita atenção, ele é muito seguro de si, bonito, carismático e eu morro de ciúmes, às vezes quando estou insegura, sinto que ele não me valoriza e pisa em mim, finjo estar bem comigo para evitar os arranca-rabos, porque quando explodo de ciúmes as brigas são horríveis, depois sinto vergonha e me arrependo, ele quer casar comigo, mas tenho medo de ficar presa nessa insegurança para sempre, tenho medo de perder meu namorado, Não consigo confiar em ninguém e afasto as pessoas...

O seu namorado lhe dá motivo para você ter tanta insegurança? Ou você está tão paranóica que não consegue enxergar realmente o problema? Você precisa descobrir a razão dessa insegurança; se o problema for com ele é preciso sentar e conversar, pois se ele quer mesmo casar com você ele vai te ajudar a superar essa dificuldade, se policiando e evitando entrar em situações que a deixam insegura, agora se a causa está na sua cabeça e você acha que não vai conseguir assumir o controle desses sentimentos, então procure um especialista para te acudir, juntos vão descobrir a razão do seu problema e com a terapia achar uma solução. Como já disse e repito o ciúme e a desconfiança são os sentimentos mais nocivos para um relacionamento, não tenha vergonha de procurar tratamento se esse fardo for muito grande e difícil de resolver sozinha.

quarta-feira

O inferno está em casa.

Fred!!! Acabei há um ano, um namoro conturbado e nocivo de dez anos e em menos de um mês conheci outra pessoa e estou com ela desde então. Esse novo relacionamento era um conto de fadas, me apaixonei por um homem diferente e sexualmente maravilhoso. Hoje o relacionamento é um inferno, ele olha para tudo o que se move e sempre quando estou ao seu lado, normalmente são mulheres feias e isso me agride, pois sou vaidosa ao extremo. Nossos amigos e familiares dizem que talvez ele faça isso para causar ciúmes, pois nossa diferença física é imensa, chegando ao ponto de ouvirmos comentários do tipo: "Você só pode estar louca por ficar com um cara assim!" Eu não ligo para aparências, mas devido as nossas brigas, ele não me procura, me ignora, vive desligando o telefone, me agride com palavras ignorantes, além de fazer coisas que dão a entender que tenha outra pessoa (não sei se proposital). Não sei o que faço? Não consigo terminar o relacionamento, é como se eu estivesse viciada no sexo com ele. Nem preciso dizer que minha auto-estima está terrível.

Pelo que eu entendi você está no inferno e ainda por cima abraçada com o capeta...rs Esse tipo de homem só vai dar valor quando ele te perder, espero que quando isso acontecer seja tarde demais e você já esteja com alguém que saiba apreciar e cuidar de uma bela mulher... Se eu fosse você dava um chute nesse patinho feio, inseguro e superficial, porque ele está afundando e levando você para baixo, prejudicando a sua auto-estima, te humilhando em público e ainda por cima é tão babaca ao olhar para outras mulheres na tentativa de causar ciúmes... Eu costumo dizer aos casais para conversar e tentar chegar a uma solução comum, mas nesse caso eu nem quero perder tempo, mande esse rascunho do mapa do inferno catar coquinho...rs