segunda-feira

O mentiroso

Oi Fred!!! Estou com meu marido há 25 anos; mas com 8 anos de relacionamento ele me trocou por uma pessoa do trabalho. Isso acabou comigo. Eu dizia que ele estava com outra pessoa e ele teimava em dizer que não... Precisei reunir provas concretas para enfim provar ou comprovar o que eu estava dizendo; depois de ter "provado" para ele que eu estava certa, ele ficou muito nervoso e terminamos, mas pouco tempo depois voltamos a nos falar, a namorar e casamos. Depois disso; minha vida nunca mais foi à mesma; após tantas mentiras não consigo mais confiar nele plenamente e sempre fico com um pé atrás em tudo o que ele me diz... Sei que estou errada, eu devia confiar e respeitar a privacidade dele, mas eu não consigo; como uma mulher detetive e desconfiada eu descobri as senhas dele e com isso acesso o e-mail, o facebook, e o MSN dele; até agora não vi nada de errado, nada que pudesse perturbar o nosso relacionamento, mas não consigo me conter com qualquer vacilo dele, quando ele se atrasa fico com uma pulga atrás da orelha e a desconfiança e o ciúme querem me dominar... Eu sei que ele não é santo e às vezes ele mente para mim, como por exemplo... Ontem era o rodízio do carro dele e ele me ligou 16h50 dizendo que tinha acabado de chegar na academia, só que ele só chegou em casa às 21h00. Não seria muito malhar 4 horas?? Estou pegando no pé por bobeira? Ou será que ele diz realmente a verdade?

Homens são mentirosos e medrosos por natureza!!! Existem vários tipos de mentira que os homens utilizam; devemos julgá-las e analisá-las de acordo com o tamanho, a origem, o tipo, o sentimento, o motivo e a complexidade da mentira, para isso precisamos saber de que maneira elas foram usadas, qual foi à vantagem, a intenção e o objetivo dessa mentira. Muitos homens mentem por medo da esposa, na verdade os homens são crianças crescidas que querem beber e conversar com os amigos mais tempo do que deviam, querem jogar ou assistir ao futebol em algum boteco que geralmente as mulheres não gostam... O que você deve fazer é distinguir quais as mentiras que valem a pena discutir, não se deixe levar pelo momento tórrido de uma briga, crie com o seu homem um vínculo de confiança; feito isso, logo ele vai de contar quase tudo o que faz em seu pequeno tempo livre após o trabalho, mas não esqueça de deixar bem claro as suas qualidades maravilhosas de boa esposa, companheira, carinhosa...; Para que ele não confunda gentileza com burrice, amor com traição, fidelidade com sacanagem e que ele tenha a consciência de que uma boa mulher é bem diferente de ser uma trouxa manipulável...

terça-feira

Seja você mesma

Fred!!! Aos 26 anos, sem nunca ter namorado sério na vida, sempre tive o sonho de casar, ter filhos... Foi quando eu conheci em uma página de relacionamentos um cara da minha idade, que morava a 90 km de distância da minha cidade, ele parecia cada vez mais o amor da minha vida. Depois de um mês e meio de conversa e muita afinidade, nos conhecemos pessoalmente e logo começamos a namorar; ele foi o meu primeiro namorado e o meu primeiro tudo; no início era perfeito, ele viajava para me ver aos sábados e eu fazia o mesmo, estava indo tudo bem, ele dizia que tinha esperado por alguém como eu, falava em filhos, fazíamos planos para o futuro, e eu ia criando expectativas; até que ele começou a se distanciar, a ficar frio e completamente indiferente; não respondia meus e-mails, ligava uma vez por dia, parecia não ter mais vontade de falar comigo ao telefone, quando nos encontrávamos ele sempre estava distante e apático e eu tentando reverter à situação para não perdê-lo mudava o meu jeito de ser para agradá-lo; depois de cinco meses juntos ele terminou comigo dizendo que eu merecia alguém melhor, que o nosso jeito de gostar um do outro era diferente e que a distância (que nunca tinha sido um empecilho) começou a atrapalhar... Fred!!! Como eu não percebi que o fim estava próximo? Será que eu estava cega? Qual foi o meu erro? Já faz três meses, mas as lembranças ainda são dolorosas; não quero voltar com ele, mas parece que perdi a oportunidade da minha vida; será que terminamos porque eu nunca havia vivido um relacionamento sério?

A culpa não é sua e você não está cega; o seu erro foi tampar o sol com a peneira, fingindo que estava tudo bem quando não estava... Já ele não teve coragem de dizer que o encanto inicial terminou e que nunca houve uma sintonia de verdade entre vocês; não acho que ele seja sacana, pois precisaria ter muito sangue frio para viajar por alguns meses somente para pegar o seu “tesourinho”; na verdade eu acho que ele foi um covarde por não assumir que não estava mais afim... Alguns homens têm atitudes infantis, se escondem, não ligam e nem procuram mais, evitam a moça a todo custo como se ela tivesse um vírus mortal, ficam frios, esquisitos e desaparecem como se fossem mágicos de circo...rs. Espero que após essa dolorida experiência você tenha aprendido que nem tudo precisa ter o certo e o errado; ás vezes as coisas acabam sem explicações e que desistir não é uma derrota é apenas um intervalo para se fazer uma escolha melhor; algumas pessoas são decepcionantes, você nunca vai saber ao certo o porquê do fim de um amor ou até mesmo de uma amizade; então não perca o seu tempo em tentar descobrir os “porquês” da vida, dedique-se a sua felicidade e não se chateie com que não merece a sua atenção...

quarta-feira

Vivendo do passado

Nas minhas férias de 2010 para 2011 fui para Porto Seguro e lá conheci um homem mais velho que eu e da mesma cidade que a minha; no primeiro dia ele quis ficar comigo e eu o achei tão sem graça... Fiquei com ele no terceiro dia e a minha viagem se tornou inesquecível pelo simples fato de tê-lo conhecido, ele havia terminado um relacionamento de 10 anos e eu antes estava iniciando um relacionamento... Voltei da viagem, terminei a minha relação e ficamos juntos por uma semana até ele viajar novamente, depois disso nunca mais o vi; foi quando eu descobri que ele tinha voltado com a namorada de 10 anos, mas eu nunca fui atrás... Depois de alguns meses ele me procura dizendo que tinha terminado novamente com a namorada e queria resolver a nossa história que ficou mal resolvida, após uma boa conversa começamos a namorar, ele sempre muito atencioso, apresentou a família dele e lá se foi um ano de namoro e eu apaixonada, mas a ex. continuava perturbando, falava mal de mim... Por ciúmes e insegurança eu terminei com ele; passaram-se três semanas e ele me pede para voltar; eu queria voltar, mas pensei no tempo em que ficamos juntos ele é carinhoso e me dá muita atenção, porém quando estamos longe ele não fala comigo, não manda mensagens e diz que é porque não gosta de se expressar carinhosamente ao telefone... Atualmente tenho notado ele muito frio comigo, ele está se afastando, tentei conversar, mas ele terminou comigo; fiquei anestesiada, sem reação, pois ele usou palavras muito duras comigo "Não vejo futuro ao seu lado","Não consigo te amar"... É difícil acreditar que eu o perdi, eu dava certo com ele, com os amigos dele, a família enfim... Assim que os amigos dele souberam que terminamos um deles me procurou e disse que ele realmente ama a ex. namorada e que acha que eles vão voltar; doeu muito ouvir isso, se ele ainda tinha dúvidas com o passado ele não devia ter me procurado de novo. Na verdade me pergunto quando é que a gente sabe que está na hora de "deixar partir"? Porque ele quer voltar para um relacionamento conturbado de muitas brigas, agressões?

C’est la vie!!! Ele até tentou se desvencilhar da assombração, mas não conseguiu...rs. O caso do rapaz está mal resolvido, para ele ter uma relação com você é preciso apagar a ex. da vida dele... Espero que você não fique grudada na janela igual a um fungo de parede esperando ele se decidir...rs. Siga com a sua vida, esqueça-o, passe uma borracha nessa relação, porque se você não fizer isso vai ficar igual a ele; atormentado pelos fantasmas dos relacionamentos anteriores, mal amado, submisso e vivendo de migalhas de amor... Se ele não sabe o que quer, mostre que você é mais você, pule mais esse obstáculo que o destino lhe impôs e bola para frente, porque a fila anda e quem vive de passado é museu e as velhinhas do asilo...rs.

segunda-feira

Vivendo de um amor safado

Olá Fred!!! Há um ano e meio conheci um homem que julguei ser a pessoa que eu realmente estava precisando; ele era muito carinhoso e amoroso... Um belo dia por ciúmes de uma mensagem que eu havia mandado para um amigo, ele acabou me traindo com uma mulher do seu trabalho; sofri muito, mas encarei a situação com serenidade; ele se mostrou arrependido, pediu perdão e eu decidi dá-lhe uma chance; a partir daí fiquei insegura e ciumenta, não conseguia mais confiar nele foi quando surgiu uma grande amiga dele nas nossas vidas, meu ciúme aumentou e eu não confiava na amizade dele com ela porque eles já tinham sido namoradinhos no passado, brigávamos muito por causa do meu ciúme, foi então que resolvi conversar e expor os meus sentimentos para a minha surpresa, sem motivo aparente ele rompeu comigo; disse que precisava de espaço e que não estava feliz ao meu lado, fiquei desesperada, eu insisti para que ele pensasse um pouco sobre o assunto, mas ele não quis voltar atrás e ainda fez uma lista de tudo o que ele não gostava em mim; nessa lista ele dizia que eu engordei, que eu estava sempre cansada, isso podia até ser verdade, pois eu trabalhava muito, mesmo assim fazia de tudo para agradá-lo, pedi desculpas por não fazê-lo feliz, implorei, disse a ele que as coisas no trabalho estavam melhorando que era apenas uma crise que o nosso amor era maior e tínhamos que tentar superar esse problema, ele apenas pensou nele, já estava decidido, fiquei angustiada, estava perdendo a pessoa que amava... Logo após o término continuei insistido não respeitei o tempo que ele me pediu e hoje eu me arrependo de minhas atitudes; agora ele esta com outra, ele dizia que me amava; fui atrás dele e perguntei o que tinha acontecido porque ele havia mudado tanto, ele disse que já não gostava mais de mim e que a história do tempo e do espaço era somente para amenizar a situação; só que eu não consigo acreditar que ele deixou de me amar em uma semana... Já faz um tempo que terminamos e não há um dia em que eu não o deseje de volta, olho sem parar as minhas mensagens torcendo para ter uma dele dizendo estar arrependido... Eu o amo, não consigo aceitar o fim, eu sou impaciente, tento abstrair os meus pensamentos com atividades, leitura e amigos; eu sei que fui um pouco relapsa comigo mesma, mas estou aos poucos reparando isso, estou me cuidando, estou tentando resgatar a minha auto-estima, nunca em minha vida eu havia sentindo tanta desilusão, tanta dor no coração pela ausência de uma pessoa. Eu queria muito saber o que se passa na cabeça e no coração dele? Alguns amigos dizem que é tudo da boca para fora e que essa mulher não passa de uma invenção... O pior de tudo é que além de perdê-lo como homem, namorado e amante; eu o perdi também como amigo...

Desencana!!! Esse homem não lhe pertence mais...rs. Ele te traiu por duas vezes... (Isso é o que você sabe); foi covarde, não foi sincero ao dizer o real motivo para dispensá-la; ainda bem que terminou, foi melhor assim, sem mortos e feridos...rs. Quando você diz não acreditar que o amor dele tenha acabado em uma semana, você está tentando se enganar ou quer se fazer de ingênua...rs. Esse amor já era há muito tempo, isso se ele realmente um dia existiu, podia ser uma grande ilusão, uma enganação ou uma tremenda safadeza, mas amor!!!...rs. Aposto que ele está fazendo a vidinha dele e nem se lembra mais de você; enquanto isso você perdendo o seu tempo e vida se culpando pelo término de uma relação que para ele não teve valor nenhum...rs. Ele alcançou o que queria!!! Conseguiu sair de bom moço após sei lá quantas traições e você condenada ao amor doentio por trabalhar demais, engordar, fazer agrados e mimos e por não dar a atenção que ele dizia ter direito... Não desperdice sua beleza e juventude atrás de que não te merece... O que você realmente está precisando e de “uns tapas” na cara para acordar e seus amigos deviam ficar quietos e deixar os comentários esdrúxulos a respeito do caso guardados dentro da boca!!! Porque se for mesmo uma mulher inventada; que eu duvido!!! Aí sim que não dá para ter nada com um cretino como esse!!!

quinta-feira

Perseguindo o amor

Estou separada do meu amor há dois meses, somos amigos há 19 anos e nunca tivemos nada, e ficamos sem contato por 17 anos e agora nos reencontramos. Ele mora em outro estado, então começamos a namorar por email, ele me enviava mensagem a toda hora; ele até viajou para a minha casa só para me ver e ficar comigo. Porém, tive uma crise boba de ciúmes, ele se irritou e preferiu ser somente meu amigo, porém ainda assim ele me enviava mensagens, mas brigamos e eu enviei “milhões” de e-mails e mensagens pedindo desculpas, implorando para ele ficar comigo, não adiantou; na última vez que liguei, eu cobrei sentimentos da parte dele e arruinei tudo; ele resolveu não falar mais comigo, eu mandava mensagem, ele apenas respondia, mas não mandava mais nada para mim... Decidi para de falar com ele na esperança dele sentir a minha falta e vir atrás de mim, mas isso não aconteceu. O que devo fazer? Porque ele está agindo assim? Ele vai ter que viajar para fora do país para um treinamento da empresa será que o que está acontecendo é por causa dessa viagem? Ele se declarou tanto para mim no começo queria entender o porquê desse comportamento agora?

Primeiro acontecimento: O cara diz que quer ficar com você, faz declarações, viaja para a sua casa somente para te ver e você tem um ataque de ciúmes; ele se irrita, mas passa por cima do acontecido e diz que quer a sua amizade e aí o que você faz? Você briga e se transforma em uma louca perseguidora aterrorizando o rapaz com infinitas mensagens...rs. Segundo acontecimento: Você resolve ligar para conversar com ele e tentar recomeçar o que nunca começou...rs. O que acontece? Você despenca a cobrar dele sentimentos de poucos meses de uma relação baseada em papinhos virtuais e de apenas um encontro conturbado e doentio...rs. Desculpe!!! Desse jeito, todo e qualquer homem ficaria com medo e fugiria de você...rs. Dicas: Controle o seu ciúme e a sua ansiedade, não se apegue demais, não tente viver a vida do outro, se respeite, aprenda a gostar de você, seja um pouco egoísta com os seus sentimentos e quem sabe após essas dicas você não encontre alguém real para a sua vida porque virtual já basta os desenhos animados...rs.

terça-feira

Uma novela Mexicana

Fred!!! Namorei um rapaz por doze anos e terminamos por causa de uma traição dele. Depois disso conheci outro homem, ficamos amigos e nos tornamos namorados. Estamos juntos há onze anos e nada de casamento ele sempre alega falta de dinheiro, sou uma pessoa que faço tudo por ele, sou compreensiva e muito carinhosa... Há dois anos passei por problemas familiares perdi minha irmã com câncer e em seguida perdi a minha mãe; nesse período conturbado da minha vida eu o deixei de lado, mas sempre que possível eu me dedicava a nossa relação, mas mesmo assim ele me traiu com uma moça de um curso que ele estava fazendo... Terminamos; e ele sempre insistindo para voltarmos até que eu não agüentei e o aceitei de volta, estava indo tudo bem, mas ele sempre flertando com a moça do curso que para o meu azar era vizinha dele; disse a ele para resolver essa história com ela, mas ele dizia que não queria ficar longe de mim, ficamos por mais um tempo, depois de uma noite de amor maravilhosa ele terminou comigo; ele chorou, queria me abraçar foi muito estranho, disse para eu ficar tranqüila, que era passageiro e que tudo ia dar certo... Tenho um filho de 15 anos que cresceu ao lado dele, está complicado, não quero dizer ao meu filho o que está acontecendo porque ele já se decepcionou com o pai, não quero que meu filho se torne um adolescente revoltado, não tive coragem de falar para a minha família que mais uma vez fiquei com alguém por tanto tempo e não me casei; a minha família gostaria de me ver feliz ainda mais por todas as perdas que tive em tão pouco tempo e no momento que eu mais preciso desse homem ao meu lado ele me abandona, ainda por cima tenho que sair da casa aonde eu moro, estou perdida, sem rumo, sem amigos... O que eu faço? Sei que ele está com a outra, mas ele continua me ligando, dizendo que tudo vai dar certo e que não consegue viver sem mim a moça não liga se ele tem outra ou não, mas eu não aceito, estou de luto e eu o amo; preciso de uma dica!!!

Que rolo!!! Parece até novela mexicana!!! A sinceridade é a única dica que eu posso lhe dar; seja sincera com o seu filho e com os seus familiares, vejo que você dá muita importância para o casamento, a felicidade de um casal não está em um contrato seja ele religioso ou civil; hoje você não precisa mais dessas formalidades para alcançar uma plenitude, mas se faz tanta questão disso você precisa mudar as suas atitudes, pois o maior erro na relação quem cometeu foi você ao se deixar enganar e ser enrolada por dois marmanjos por vários anos... Agora você está sozinha e tem que decidir se quer lutar pelos seus sonhos ou viver uma bigamia ao lado desse safado... Se eu fosse você chutava esse passado para longe e recomeçava uma nova história com um novo amor ou dava um tempo e aprendia que para ser feliz não é preciso ter um homem ao seu lado, basta ter pessoas que te querem bem como o seu filho e familiares...

quinta-feira

Transformando sentimentos

Oi Fred!!! Tenho 33 anos, sou separada há um ano, conheci um rapaz, através de uma amiga em comum, no começo era só amizade, conversávamos todos os dias pelo MSN ou pelas redes sociais, ele sempre foi muito educado, atencioso, uma pessoa alto astral... Após alguns meses, decidimos nos encontrar, ficamos juntos, foi maravilhoso e eu acabei me apaixonando; depois dessa noite ficamos mais algumas vezes, por iniciativa dele; apesar de eu estar apaixonada nunca o pressionei, sempre o deixei livre; até que no final do ano sem nenhuma explicação ele começou a se ausentar, não entrava nas redes sociais e ás vezes quando conversávamos o papo ficava muito formal...  Em fevereiro ele me chamou para uma conversa no MSN, com muita educação ele me informou que estava namorando, não fiquei muito chateada, pois sabia que o que tínhamos era apenas uma amizade colorida; ele disse que tinha uma grande admiração por mim e que continuávamos amigos, disse ainda que sabia que estava sendo difícil para mim e que não queria perder o contato porque afinal de contas sempre nos demos bem; eu concordei em ficar só mesmo na amizade, só que as minhas amigas me aconselharam a me afastar dele, porque depois do nosso envolvimento não tem como existir uma amizade. O que eu faço?

Suas amigas estão erradas!!! Pode sim haver uma amizade entre vocês; se essa amizade tiver respeito, dedicação, sinceridade e sem segundas intenções, mas esse comprometimento só vai depender de vocês, das atitudes e dos caminhos que escolherem para os dois... Ele podia ter enrolado as duas, mas não o fez, ele foi sincero ao revelar que estava com outra mulher; se esse rapaz for do bem como você mesmo disse, vale à pena tentar uma amizade. A amizade é um dos bens mais preciosos, os amigos são pessoas que nos acompanham pela vida, assistem a nossa história como coadjuvantes ou até mesmo como protagonistas nos apoiando ou criticando quando mais precisamos... Dê uma chance para esse sentimento (amizade); transforme esse seu amor que sente por ele em algo muito maior; aprenda que o amor não é só para casais, também pode ser para amigos... Quem acredita que não existe amizade entre homem e mulher é um tremendo (?#*@).


segunda-feira

Qual caminho vou escolher?

Oi Fred!!! Tenho 36 anos e tenho um “namorido” há um ano e meio, ele foi o meu 1º namorado há 20 anos atrás e nos reencontramos há quase dois anos... Na época ele estava se separando, saímos para jantar e ele quis "emendar" e me jantar, mas não aceitei... Ele não morava na minha cidade e após um mês ele foi embora e não nos falamos mais... Passaram seis meses e ele ligou, pediu desculpas, depois disso começamos a falar regularmente ao telefone; após três meses de conversa fui encontrá-lo em sua cidade, foi uma semana inesquecível e selamos o nosso namoro para valer... Ele se transferiu para a minha cidade no começo de 2012; sou uma bela morena e me considero bem resolvida, adoro namorar e ele tem qualidades que me atrai, o sexo é ótimo, damos boas risadas juntos, gostamos de viajar... Só que de um tempo para cá algo está me incomodando, ele não faz planos comigo; ele tem 42 anos e têm filhos, eu pretendo ter também, ele dá a maior força, mas não quer se casar, desse jeito não dá; quero casar, ter um marido e família... Decidi que vou sentar e conversar sobre o assunto, mesmo com medo do que vou ouvir, odeio ficar me torturando com a dúvida, ouvir a verdade me deixaria mais segura, pelo menos sei onde estou pisando e até onde posso ir com ele e com essa relação...

Você está certíssima!!! O diálogo é sempre uma boa solução, tente chegar a um denominador comum para melhorar o relacionamento de vocês... O que você não pode fazer é anular as suas vontades e seguir um caminho com uma pessoa que não tem as mesmas prioridades que você... Descubra o que ele quer realmente e quais são os desejos dele, se não forem do seu agrado não desperdice o seu tempo em uma relação que não lhe proporciona o futuro que você almeja... Ás vezes é melhor desistir do que tentar mudar a opinião de uma pessoa, não alongue uma relação que está fadada ao fracasso, temos que ser conscientes e práticos; é melhor ficar sozinha em busca da sua felicidade e dos seus sonhos do que ser uma marionete sem vontade própria nas mãos dos outros...