sexta-feira

Caçando fantasmas

Tenho 22 anos e meu o meu problema começou quando eu conheci o meu ex. que é mais novo que eu... Começamos a namorar e com alguns meses as coisas foram mudando, acho que por causa de passarmos muito tempo grudados, começaram as brigas que aconteciam sem motivo nenhum... Uma das brigas acontecia por causa de uma amiga dele de outro estado, eu nunca gostei dela, pois ela é arrogante e  mesmo eu dizendo a ele que não gostava dela, eles mantinham um relacionamento pela Internet... Ele sempre escondeu que conversava com ela e terminou o nosso relacionamento dizendo para mim que ela ainda gostava dele... Depois de tantas brigas ele me bloqueou até das redes sociais e quando me encontrava, virava a cara, isso me destruía... Eu quase me acabei em depressão, pois ele era tudo para mim. Nos dois anos que se passaram conheci pessoas legais e até tive um relacionamento, mas não deu certo... Eu e o meu ex. sempre tivemos gostos parecidos, freqüentamos os mesmos lugares, quando ele me viu com outro alguém, não deu outra, ele me desbloqueou e fuçou a minha vida na rede social, provavelmente queria saber como estava a minha vida sem ele. Hoje eu não estou mais com esse rapaz, apesar dele ser um cara incrível, mas ele não conseguiu fazer com que eu esquecesse o meu ex. namorado.  Agora todos os lugares que vou ele está lá cercando, marcando território, vigiando os meus passos e observando com quem eu falo; trocamos alguns olhares, mas não vou dar mole, espero que ele tome uma atitude e venha falar comigo... Ah! Quase me esqueci de lhe falar, fiquei sabendo que a garota deu um chute nele... Eu queria saber o que faço diante dessa situação?

O que você pode fazer é ficar com ele para exorcizar o passado, mas não espere mais do que isso, pois ele não gosta o suficiente de você para lhe assumir como companheira de vida... Ele te trocou uma vez e fará isso novamente se você insistir nessa relação... Aprenda!!! Para se esquecer de alguém e como um vicio é preciso querer, não adianta falar e ficar escondida na moita vigiando o que ele faz e freqüentando os mesmos lugares que ele para exibir pretendentes e analisar suas reações diante de seus namoricos... Você o quer tanto então vá atrás e se decepcione mais uma vez, quem sabe essa terapia de choque resolva o seu caso, mas existe aquele ditado você erra uma vez por ingenuidade, uma segunda por crença na mudança e da terceira em diante por burrice...

Jogando o jogo da coincidência

Fred!!! Tem mais de um ano que eu troco olhares com um garoto. Ele dava umas encaradas que deixava bem claro que ele estava afim de alguma coisa. Não sabia nada sobre ele, éramos completamente desconhecidos um para o outro nome, eram somente olhares. A princípio, eu sabia que do jeito que ele me olhava, ele só queria me papar, foi quando eu descobri o perfil dele na rede social e passei a ler quase todos os dias. Não sei como e nem porque, mas comecei a gostar dele (diferente do que ele queria comigo). O tempo foi passando e ele nunca tomou iniciativa. Eu ficava me perguntando se era falta de interesse, ou porque ele não tinha visto sinais claros da minha parte. Mas eu tinha certeza que dava maior mole. Ele namorou só esse ano quatro vezes, ele faz o tipo galanteador da cidade. Em outros tempos eu não teria chances com um cara como ele. Enfim, aconteceu que das últimas vezes que nos vimos, ele não me encarava mais e ficamos um tempo sem nos encontrarmos. Foi quando enlouqueci e mandei uma mensagem no para ele na rede social. Ele respondeu, foi uma resposta sem nexo e depois se calou e não falou mais nada. Eu sei que fiz errado em tomar a iniciativa, porque eu mais do que ninguém, sei que homem não gosta disso. Como eu posso consertar essa bagunça? 

O que você precisa e se fazer presente... Já que você sabe tudo da vida dele, descobre os lugares onde ele freqüenta e esteja sempre no calcanhar dele, vá aos mesmos bares, baladas, etc. Faça desses encontros coincidências, continue trocando olhares e deixe ele se aproximar e flertar com você, esqueça o contato que você fez com ele no passado, porque se você mexer ou tentar arrumar, só vai piorar... Se por acaso depois de vários encontros casuais ele não se apresentar ou não procurar bater um papinho com você, esqueça-o e parta para outro, não seja oferecida, pois o seu objetivo não é tê-lo por algumas noites, você quer algo mais sério com ele... Eu não sou adepto a joguinhos, mas no início às vezes é necessário, então não custa nada tentar fazer o jogo do “você por aqui novamente”... rs. Lembre-se de ficar sempre atenta as atitudes dele, para que não caia em uma roubada, são os sinais e os modos no dia a dia que dizem sobre o caráter e a educação de uma pessoa... Não tenha devaneios no processo desse xaveco, como por exemplo: ele jogou um papel de bala no chão, acho que isso foi um recado para mim ou ele está conversando com outra garota para fazer ciúme... Seja racional e não acredite muito nos recados que a sua cabeça quer passar, pois você bem sabe que a mente de uma mulher quando está apaixonada é uma caixa de sonhos, ilusões e desejos, do tipo que mal conhece um homem, mas já pensou na junção dos sobrenomes e o pior é quando vocês se transformam em videntes e nas visões do futuro estão casadas, com filhos e morando em uma casinha amarelinha com um homem que mal sabe o seu nome... rs. 

A felicidade bate na sua porta, mas quem decide se ela entra ou não, é você!

Olá!!! Tenho 29 anos, estou namorando há poucos meses um cara que comecei a ficar há um ano. Considero-me bonita, estou em uma fase ótima profissionalmente, falo outras línguas e sou viajada. O meu relacionamento anterior foi muito conturbado cheio de traições e desrespeito, precisei de três anos para me recuperar e me restabelecer emocionalmente... Hoje tenho um relacionamento super saudável, o meu companheiro me deixa segura, me trata bem e demonstra sem qualquer cobrança que realmente se importa com meu bem estar. O problema é que ele só despertou para a vida e para as responsabilidades agora aos 25 anos quando me conheceu, por isso ele está enrolado financeiramente e esse atraso me irrita um pouco, eu vejo um empenho nele em melhorar e isso faz com que eu o respeite, mas me sinto muito a frente, pois já estou estabilizada financeiramente. Estou cansada de me preocupar com as contas porque quando ele quer me pagar algo eu sei que ele tem dinheiro, como ele adquiriu um carro e está aprendendo a dirigir eu fico às vezes entediada de ter que explicar manobras e caminhos, além disso, tem as bandas, shows e músicas que eu gosto e tenho que explicar porque ele não conhece... Eu tenho planos de viajar, mas ele não tem condições para me acompanhar, isso me incomoda e está atrapalhando o meu lado afetivo, perco até o tesão nele. O sexo, que antes era super intenso, agora custa a me dar vontade, e isso o frustra e o preocupa muito. Eu não sei como reverter isso, não quero desrespeitá-lo e nem deixá-lo inseguro, mas todas as vezes que tentei conversar sobre o assunto e expor o que sinto, fica um clima horrível entre nós. Nossos gostos, experiências e ideais são meio que opostos, nos damos super bem e sempre conversamos sobre nossos futuros e ele diz ou mostra alguma idéia que não me agrada fico frustrada. Não quero perder essa chance de ser feliz realmente esta difícil achar um cara que tenha valores legais e te valorize, mas essa minha impaciência com relação ao "status" está me fazendo questionar se realmente o amo ou se sou uma pessoa fútil e materialista que só valoriza a casca e não as coisas boas que ele tem. Como posso fazer dar certo sem ser injusta?

Como diz o padre: Na riqueza e na pobreza, se você o ama de verdade, não devia dar dando valor para o lado material e sim para a pessoa que ele é. Se o que você relata sobre ele for verdadeiro, vale à pena investir. A vida é como uma roda gigante ás vezes estamos por cima e outras estamos por baixo, se ele não é um encostado e nem acomodado não vejo o porquê de não tentar fazer dar certo, mas para isso você tem que deixar esses preceitos de lado, arregaçar a manga e ver o que você pode fazer para ajudar no crescimento dele, da relação e conseqüentemente o seu. Se você sabe que ele a ama e ele luta pela relação de vocês, não tem porque colocar pêlos em ovos e nem se apegar a essas futilidades, não estamos mais nos tempos dos nossos avôs, hoje o homem deixou de ser o provedor principal, o que é mais importante em um relacionamento é a cumplicidade, o amor e o respeito que vocês dois tem, não importa quem vai pagar as contas ou quem vai levar quem para viajar o importante é estar e se sentir feliz e realizado ao lado de quem você realmente ama. Algumas mulheres estão tão próximas de uma felicidade a dois que se assustam tanto com essa possibilidade que jogam fora e fazem de tudo para boicotá-la... O meu conselho é para curtir o que vocês conseguiram juntos no momento porque nunca se sabe o dia de amanhã. Eu sei que alcançar a felicidade plena é impossível de se ter, pois somos seres imperfeitos e nunca estaremos felizes por completo, então toda e qualquer felicidade e bem-vinda para ser curtida pelo tempo que ela durar.

Não dá para ficar em cima do muro

Sou casado há quatro anos, tenho uma filha de três anos, a minha esposa não era a mulher que eu sempre quis, mas é a que eu tenho. Por ironia, estou para me formar em uma área profissional no qual os pais dela têm uma grande influência e tenho medo de me prejudicar, pois não quero que a minha vida profissional seja comprometida por causa da raiva, caso eu venha a me separar dela. Só que em Fevereiro eu conheci uma garota que entrou no mesmo curso que eu faço, disse a ela que era casado e que tinha uma filha, no entanto o tempo passou e hoje estamos apaixonados, mas ela não quer mais ficar comigo e está alegando que por me amar demais não quer pedir para eu me separar e tem medo de que o ciúme que ela sente por mim atrapalhe a nossa relação e estrague a minha vida. Eu a amo e sinto-me tão feliz ao lado dela, é um sentimento que nunca senti com a minha esposa em todo o tempo em que estamos juntos. O que devo fazer? Além da minha filha, amo outra mulher que não é a mãe dela e em contrapartida, tenho tanto medo do que a separação possa causar em nossas vidas.

Eu sei que para você conseguir a sua felicidade terá que magoar outras pessoas, mas de que adianta viver uma vida de mentiras e ilusões sofrendo ao lado de uma pessoa pelo simples comodismo ou por um emprego, sua filha não irá deixar de amá-lo porque você se separou e quem sabe com a separação até a sua esposa encontre o verdadeiro amor, mas lembre-se faça o que é certo para você, não faça suas escolhas porque outra pessoa lhe pediu, pois o futuro a deus pertence, mas as escolhas somos nós que fazemos. Eu sempre digo que o melhor caminho é a verdade, por mais que a pessoa vá sofrer existe o fator tempo que para mim é o melhor remédio para dor de amor. Pense nessa decisão que irá tomar com muita calma, reflita se é isso mesmo que você quer e assuma uma postura corajosa resolvendo essa pendência como um homem responsável e de caráter... O que não dá para acontecer e ficar enrolando as duas, porque nem você e muito menos elas estão gozando a felicidade plena, pois não dá para viver uma meia vida, com meia verdade e com meio homem. No início será difícil para todos os envolvidos, mas logo tudo irá se acalmar e como no “jogo tetrix” todos os blocos irão se encaixar para que a vida de um por um volte ao seu eixo normal. 

Amando um amor que nunca existiu

Fred!!! Tenho 29 anos e sempre fui uma pessoa tímida. Há um ano e três meses, comecei a trabalhar em um novo emprego, foi quando eu me apaixonei por ele (ele é casado), no primeiro mês conversávamos muito, ele sempre me cortejava e dizia que antes de eu começar nesse trabalho, ele fazia de tudo para sair e que eu o motivo dele continuar. Dois meses depois nós demos nosso primeiro beijo, foi um beijo maravilhoso. Passamos a conversar todos os dias e antes de eu me envolver com ele, eu dizia que não era virgem, mas menti, eu ainda era virgem (da para acreditar), mas nunca me cobrei, porque sempre quis perder a virgindade quando houvesse um sentimento envolvido. Quando revelei a ele essa minha condição pessoal, ele falou que agora gostava ainda mais de mim por saber disso. Ficamos durante três meses, e ele sempre ficava "daquele jeito", decidi então que ia perder a virgindade com ele, fomos a um motel e ele foi maravilhoso comigo. Daí em diante foi só amor, ele postava na rede social frases de amor que eu via que eram para mim, não saia mais com a esposa como antes, não postava mais fotos dos dois juntos e a toda me dizia o quanto me amava.  Se passou um ano e a esposa dele viu fotos nossas e descobriu a nossa relação, ele me avisou que se ela entrasse em contato comigo era para eu falar que ficamos apenas uma vez e quando ela me ligou, eu falei o que ele tinha me pedido, ela disse que agora estava na mesma casa que ele, apenas pela filha que tinham em comum... Porém, três dias depois eu vi uma foto dos dois, ela sorridente e ele não parecia estar feliz parecia ser uma obrigação, senti que aquela foto que ela postou era para mim, pois o sorriso estampado no rosto dela dizia tudo. Ele me excluiu de todas as redes sociais, agora ele sai pra todos os lugares com ela, ela também pediu para que ele saísse do trabalho, mas ele se negou a sair. Para mim, ele fala que está com ela por causa da filha e continua falando comigo, disse que não quer me perder, sinto que ele me ama e eu não quero perdê-lo... Ele ma falou que só se separa da esposa quando a filha tiver 15 anos, isso será daqui a dez anos, não sei o que fazer, queria muito ser mãe e daqui a 10 anos, estarei com 39 anos. Estou sem rumo, eu o amo muito, não falei isso para ninguém, até porque todos me julgariam. Queria muito um conselho, ele diz que me ama, mas não vai deixar a esposa. Ele continua saindo com ela e isso é uma tortura para mim. O que eu faço?

Que roubada você se meteu... rs. Vou ser curto e grosso!!! Você sabia que ele era casado e cobiçou o homem alheio, Ok!!! Fez a cagada e ainda não satisfeita flertou com ele e o ganhou através do seu tesourinho, que até aquele momento era imaculado, aposto que quando você falou da natureza da sua periquitinha ele arregalou os olhos e quase se babou como um cão faminto... rs. A partir daí você se encantou por ele, mas o dito cujo está mais escorregadio que sabonete em banheiro masculino, não quer assumir e está em cima do muro com desculpas esfarrapadas como essa da filhinha dele. Já faz tempo que filho não é mais desculpa para não se romper uma relação infeliz, se ele a amasse como você diz, ele estaria com você e não com a esposa... Acredito que você tenha um mínimo de massa encefálica que consiga dominar a sua emoção, por isso pare e pense racionalmente, esse homem está usando você, como diversão em dias chuvosos e tempestivos, lembre-se ele passou a mão no seu tesourinho (parabéns para ele), mas agora que furtar dez anos da sua vida em uma espera que pode ser que não dê em nada... Larga mão de ser trouxa, quem espera e mulher grávida e mesmo assim é só por nove meses... Acorda para vida e saia desse mundinho encantado onde você acredita estar... Por outro lado ele não vai querer perder o estepe que conquistou, ele vai tentar enganá-la, vai mentir e ludibriá-la, por isso você tem que ser firme na sua decisão, acredite em mim, não dá para ficar com as sobras ou migalhas de amor, viver uma meia vida é não viver vida nenhuma. Preste atenção aos sinais e tente se imaginar daqui alguns meses ou anos esperando por ele, viajando sozinha e passando datas festivas abandonada, (natal, ano novo, seu aniversário...) e sendo consolada por um ursinho de pelúcia... Meu conselho vai ser doloroso, mas você tem que se livrar desse homem, esquecê-lo, desapegar, mandá-lo a favas, não ligar, não o procurar, riscá-lo da sua vida, exterminá-lo como a um inseto... Feito isso curta o período de luto e depois se divirta, saia com as amigas e amigos; beije muito na boca, paquere e flerte com outros homens de preferência solteiros... Pense!!! Agora que sua estrelinha se abriu para o mundo você não precisa mais ficar com frescura de procurar homens perfeitos (que por sinal não existe) e pode até se dar ao luxo de experimentar aqueles carinhas legais que você sempre teve vontade, mas que a princípio não eram atraentes para você, quem sabe algum deles possa te surpreender e fazer de você uma mulher amada e feliz. Mas esses dizeres são somente a minha opinião, cada é seu guia, eu estou apenas mostrando outras opções e caminhos, mas quem faz as escolhas é você...

segunda-feira

O passado voltou para me buscar

Fred!!! Eu tinha 24 anos, ele tinha 42, quando eu comecei a paquerá-lo. Ele era motorista da van escolar e me comia com os olhos. Eu já era casada e por isso só flertava com ele, queria fazê-lo se apaixonar por mim... Não sei se consegui, só sei que quem se apaixonou fui eu. Depois de muitos apertos de mãos e olhares apaixonados, resolvi engravidar de meu marido para não traí-lo e nunca mais o vi. Após 17 anos, ele me viu na rua e parou o ônibus que estava dirigindo para falar comigo, me pediu o telefone e depois de vinte minutos me ligou dizendo que queria encontrar comigo, como eu hoje moro em outra cidade ele me ofereceu uma carona e eu aceitei. No caminho paramos e nos beijamos loucamente, foram muitas caricias com ele me chamando de linda... Ele me chamou para irmos a um motel, eu não aceitei e ficamos somente nos beijinhos, então ele me pediu uma foto e me contou que guardava até hoje o devocional que no passado eu havia lhe emprestado. Fiquei emocionada!!! A atitude dele mostrava que ele também havia se apaixonado por mim e que não tinha me esquecido. Hoje continuo casada com um homem que não amo e nunca trai. Já a minha paixão me liga a toda hora, conversa comigo, diz coisas de amor e outras picantes, somos sinceros um com outro falamos de tudo e nos divertimos muito. Agora ele quer me ver, mas não acredito no amor masculino, será que ele me ama? Ele está divorciado há 20 anos e sei que no momento nós nos amamos.

Primeira atitude a ser tomada nessa sua empreitada pelo amor é resolver a sua pendência com seu marido, senão o ama mais, ter que dar um basta, não dá para ter uma vida ou um relacionamento onde à base estrutural é feita de enganações, traições e com meias verdades... Lembre-se essa libertação tem que partir de você para você e não pode ser por causa desse homem que reapareceu em sua vida, pois não devemos creditar a nossa felicidade a outro alguém, precisamos aprender a ser feliz com nós mesmos para depois doar um pouco para os outros... Resolvida a indiferença do casal; aí sim você pode se entregar de corpo e alma para uma nova relação e a partir daí não precisará ter que flertar às escondidas, com isso você poderá julgar as reais intenções do seu novo parceiro, porque até agora está cômodo para ele e para você, pois os dois estão brincando de xavecar sem responsabilidade... O que você precisa saber realmente é se ele a ama ou apenas se diverte com o que é proibido, visto que ele tem conhecimento de que você é casada.

sexta-feira

Amo meu marido, mas não consigo esquecer o amante

Fred!!! Tenho 42 anos, sou casada há 10 anos e namorei meu marido por 12 anos, ou seja, estamos juntos há 22 anos. Durante todo esse tempo tive vários casos e mesmo casada ainda tive alguns, mas um foi marcante demais, que quase botou um fim ao meu casamento. Fiquei com esse homem por cinco anos e meio durante o meu casamento... Foi um relacionamento que começou por acaso e o sentimento foi crescendo. Hoje ele está com quase 50 anos e ainda mora com a mãe, quando começamos, ele era noivo e para mim isso era ótimo, pois ele sendo noivo ele não podia ameaçar o meu casamento, essa situação durou cerca de dois anos e meio, até que a noiva o deixou por ele não querer assumir o compromisso e se casar. Quando a noiva terminou com ele fiquei muito insegura porque a nossa relação era sem cobranças, pois ambos eram comprometidos (eu casada e ele noivo). Eu sempre deixei a bem claro qual era a nossa relação, disse que jamais iria me separar porque amo o meu marido, mas preciso de outro para me sentir completa, realizada e desejada. Só que agora depois de cinco anos e meio, ele simplesmente disse que queria terminar e que já está namorando outra pessoa. Meu mundo caiu! Apesar de eu não querer me separar do meu marido, faz quase um ano que só penso e sofro pensando nesse homem que não me quer mais. Queria retomar mesmo sabendo que ele estava namorando, mas ele não aceitou, eu ainda não acredito que ele terminou, tínhamos uma sintonia perfeita, o sexo era bom, tinha a freqüência e a intensidade que eu queria... Não consigo tirar esse homem da minha cabeça, nos encontrávamos todos os dias e nos falávamos umas 10 vezes por dia. E agora ficou esse vazio, o silêncio e não sei mais o que fazer. Quero ser feliz, fazer meu marido feliz, mas sinto-me sozinha... Sinto falta da pessoa que eu era quando o tinha em minha vida. Não tenho mais aquele brilho no olhar, me sinto perdida... A situação é um segredo não posso desabafar com ninguém, tentei fazer terapia para esquecê-lo, mas só fiz chorar e lembrar-se dele com dia e hora marcada!!! Preciso dividir essa angustia... Por favor, me ajude!!!

Vou ser bem sincero!!! Ao contrário de você, ele seguiu em frente e está feliz agora... Ele achou alguém por inteiro, no qual ele acredita que não vale à pena arriscar e perder o que conquistou, vai ver até que ele amadureceu com essa nova pessoa ao seu lado e deixou de viver como um moleque que se esconde para fazer estripulias, é bem capaz dele finalmente aos 50 anos acordar para a vida e sair da casa da mamãe, quem sabe agora ele deixe de ser um covarde egoísta e pense um pouco nas pessoas que ele poderia vir a magoar com esses encontros furtivos e irresponsáveis... Agora você, precisa fazer o mesmo; parar de se apegar ao passado, deixar de ser safada e mudar suas atitudes, resolver suas pendências matrimoniais e ser uma nova mulher e esposa... Eu acredito que você queira esquecê-lo, pois ninguém gosta de ficar sofrendo, vou lhe dar uma dica, pode ser que funcione com você ou não... Ao se lembrar do amante pare de endeusá-lo, se apegue aos defeitos que ele tinha, tente associá-lo a lembranças ruins e se possível faça dele um vilão e não deixe que ele se torne o homem perfeito para você, pois esse homem não existe... Eu sei que é difícil perder algo que você acreditava ser tão bom, mas se você pensar e analisar a situação, ele era uma fuga dos problemas e das responsabilidades do dia a dia, com ele era só alegria e diversão e para o seu marido sobrava às buchas... Se você diz amar tanto o seu esposo, então dê mais valor para os seus 22 anos de relacionamento ao lado dele, tente resgatar o seu casamento ou desista de vez e parta para uma aventura solo já que não está tão satisfeita e o seu marido não lhe completa totalmente; o que não dá para ser, é ficar enganando e manipulando as pessoas com uma vida dupla e secreta... Se a sua escolha for sair dessa empreitada (casamento); fique preparada, pois nessa caçada você irá encontrar todos os tipos de homens e saiba que nenhum deles será perfeito o suficiente para você... 

Arrumando sarna para se coçar

Oi Fred!!! Tenho 23 anos e há mais ou menos um ano e meio, tenho saído com um cara do trabalho de 38 anos. O lance entre nós sempre foi um sexo casual, só que com o tempo a nossa relação começou a ter envolvimento sentimental e eu preferi dar um tempo e não sair mais com a pessoa. Porém nesse tempo, um rapaz que trabalha com ele, se interessou por mim fazendo com o que o outro ficasse muito enciumado. Saí com esse meu “sexo” amigo, e agora ele falou em namorar, fiquei surpresa e não sabia o que responder, pois eu não consigo enxergar sinceridade no pedido, me parece que ele está querendo um compromisso para que eu não tenha um futuro romance com o amigo do trabalho... Outra questão: A nossa diferença de idade, você acha que pode ser um problema?

Você só pode estar de brincadeira comigo!!! A diferença de idade é o menor dos problemas ou nem é um problema... rs. Vou pegar leve com você porque hoje estou de bom humor... Qual é a sua!!! Quer montar o álbum de figurinha na empresa!!!  Você nunca ouviu falar na frase “onde se ganha o pão não se come a carne”...  Vou lhe dar o melhor conselho que posso. Saí fora dos dois e vê se não arruma mais “peguete” no “trampo”, “porra”!!! Depois não vai entender o porquê da fama de corrimão (onde todo mundo passa mão). Lembre-se que para se ter respeito é preciso anos e mais anos de boa conduta, mas para jogar o seu nome na lama basta uma pequena “cagada” e você vira motivo de fofoca, piada e chacota no serviço. Olha!!! Eu não tenho nada a ver com a sua vida, você pode sair com quem quiser, mas é importante que você saiba que tudo tem um preço e conseqüências, por isso na hora que dê “merda” não adianta choramingar pelos cantos como uma coitadinha, agüente a pressão, pois a vida lhe apresenta os caminhos, mas quem os escolhe é você, então assuma suas escolhas e aprenda com os seus erros.

Está na hora de voltar a enxergar o amor

Eu conheci um rapaz em janeiro, começamos uma amizade e ele sempre foi muito atencioso, mandava mensagem todos os dias... Até que marcamos de sair e começamos a “ficar”. Em março meu pai adoeceu e veio a falecer e ele sempre me dando apoio, mandando mensagens e telefonando, mas não foi ao meu encontro, porque ele tem pavor de velório, morte desde que o pai o abandonou quando ele tinha cinco anos de idade.  No dia da missa de 7º dia do meu pai, fomos a um aniversário, chegando lá uma amiga dele  me chamou de canto e disse para eu me afastar dele, que ele não queria nada serio comigo, e que ela é amiga dele desde a infância e sabia que ele tava sendo falso comigo. Fui embora, fiquei fria e ao encontrá-lo, contei o que aconteceu... Ele disse que só comentou com ela que estava com medo de não conseguir corresponder o carinho que eu tinha por ele e que estava indeciso porque não sabia se ainda gostava da ex. porque descobriu fuçando na rede social dela que ela estava noiva. Disse a ele que entendia e me afastei. Passou um mês e ele me procurou porque me viu com outro cara. Voltamos a sair e eu falei que não queria ser válvula de escape de ninguém, ele disse que agora tinha certeza do que queria. A relação estava indo bem, ele via algo que parecia comigo, comprava, falava de mim para os amigos, postava mensagens na rede social, publicava fotos nossas, ligava o tempo todo, ia dormir na minha casa, eu na casa dele. Em agosto viajamos para a praia e ele se abriu comigo, conversamos e choramos juntos, mostramos nossos sentimentos e trocamos confidencias de amor. Estava tudo indo bem até que fomos para um chá de fralda, ele  bebeu e passou dos limites, peguei a garrafa das mãos dele e ele me ignorou o resto da noite. Como não preciso disso fui embora. Ele mandou mensagem no outro dia dizendo que eu o fiz virar motivo de piada entre os amigos e me pediu um tempo para ficar na dele, pois ele sabia que tinha errado. Alguns dias depois ele mandou uma mensagem dizendo que não queria me fazer sofrer, que gosta da minha companhia, que se sente seguro ao meu lado, que aprende muito comigo, que eu o faço rir e queria apenas um voto de confiança e a minha ajuda para ele amadurecer... Falei para ele que já tinha arrumado as coisas dele na mala e que não poderia ficar esperando o tempo dele. Ele me perguntou se eu ia terminar com ele? Fui a casa dele para conversarmos. Eu disse que ele me magoou, e que ficou dez dias sem ir me ver... Ele me olhou e falou que não sabia o que dizer, mas que ele sempre foi assim, que só teve namorada bacana, só que nunca soube retribuir o que sentiam por ele, disse também que gosta de mim, mas que queria gostar mais, que não sabe o porquê disso e que não queria ser o motivo do meu sofrimento. Então ele me abraçou e desabou no choro, disse que estaria sendo sincero comigo se fosse cada um para o seu lado e que a única pessoa que ele ama e amou é a mãe dele e a filha da ex. namorada. Deixei as coisas dele e fui embora. Estou perdida, sei que ele estava começando a me amar, mas acho que o abandono pelo pai o fez ter essas atitudes... Quero ficar com ele, mas ele me excluiu das redes sociais e da vida dele, ele está se afastando e desse jeito vai acabar me esquecendo. Estou mal, sem saber  o que fazer.  Eu preciso de uma luz !!! O que eu faço? Eu não vou atrás dele!!! Será que há chance de voltarmos?

Quando não queremos enxergar é mais fácil arrumar desculpa para o outro (ele foi abandonado pelo pai) do que acreditar na realidade. Esse relacionamento já era, pode até ser que no futuro ele se arrependa como já o fez anteriormente, mas não crie expectativas com relação a ele, você não pode ficar esperando sentada no canto da sala choramingando, tem que seguir em frente, pois se for para ficar junto isso irá acontecer. Acredito que ele sente um enorme carinho por você, eu sei disso porque ele se preocupou em conversar com você antes de afastá-la definitivamente da vida dele, mas isso não quer dizer que ele a ama. Eu sei que para você é difícil aceitar a rejeição da pessoa amada, porém o que você tem que fazer é curtir o luto, levantar a poeira e dar a volta por cima, não pode querer viver as margens dele, porque sendo a sombra de alguém a autoconfiança vai para o buraco, então não seja a jornalista dá vida dele, não queira saber onde ele está? O que está fazendo? Com quem ele está saindo? O que comeu pela manhã?... Essas manchetes não são mais do seu interesse, procure se distrair; tire a peneira do rosto e passe a olhar para os lados, dê abertura para outro alguém entrar na sua vida e seja feliz, pois a sua felicidade não depende de ninguém somente de você.

O homem invisível

Fred!!! Uma amiga nos apresentou, há uns três meses, ela sabia que eu estava afim de um relacionamento sério e segundo minha amiga ela ele também queria. Aconteceu que nos falamos por rede social e ele quis me encontrar para conversar. Conversamos dentro do carro mesmo e ele me beijou. Foi bom, mas desde o momento eu senti que ele era do tipo tanto faz. Eu tenho pavor de homem assim. Gosto de homem que sabe o que quer e que seja comunicativo, pois gosto de trocar ideias. Ele é calado, não gosta de falar sobre relacionamento e por mensagem geralmente o tom da conversa puxava sempre para o lado sexual, mas era só isso e eu acho que sexo não sustenta uma relação duradoura, ele discorda. Eu sempre falei que não iria me relacionar com alguém que tanto faz e que não está nem aí, que não saí comigo e só saí com os amigos. O pior é que ele achava que estava na razão de ser assim... Eu gostava dele de verdade e disse a ele uma vez só, pois não sou do tipo melosa, sempre deixei bem claro a minha posição; queria namorar e estava a procura de um relacionamento sério...  Só que ele tinha saído de um casamento conturbado que duraram oito anos, mas já fazia dois anos que estavam separados, a impressão que tenho e que ele ainda gosta da ex. esposa... Esse desinteresse dele por mim e pela nossa relação me alucina, resolvi então sumir da vida dele, exclui-o das redes sociais e não conversei mais com ele. Agora ele alega que eu não sou normal, que tenho problemas e que eu falo demais; só que ele vive atrás de mim, o que ele quer? Se ele não quer ficar comigo, se sou tão chata como ele diz, por que não me deixa em paz? Eu não entendo!!!. Eu sempre fui legal com ele, nunca reclamei dele sair com os amigos, tentei não ser uma mala como era a ex. dele... Eu só queria saber o que estou fazendo errado, para não cometer os mesmos erros com outro alguém. 

Pelo seu relato, eu acho que você não fez nada de errado, mas você devia ter ouvido a sua intuição, quando ela disse: Esse homem é do tipo “que tanto faz...” E não ter insistido tempo demais nessa relação que você já sabia que não daria certo, pois como você mesmo o descreveu não era o seu perfil (gosto de homens comunicativos e que sabem o que querem da vida)... Dica: Não é agradando demais o homem que você o ganha, não pode deixá-lo fazer o que quer, não compre agrados e vantagens, não faça barganhas em troca de migalhas de amor... Se um homem prefere passar mais tempo longe da mulher amada com outras atividades ou ao lado dos amigos e deixando a mulher a todo tempo e a toda a hora em segundo, terceiro ou quarto plano, não insista nessa relação, dê apenas uma chance para ele ver o que vai perder, se ele não melhorar, pule fora sem pestanejar... O homem que ama também se doa para a relação, ajuda a puxar o barco, não fica escondido atrás da moita, esperando as coisas se resolver por si só, ele tem que participar, o que não dá é para ter uma relação com o homem invisível... rs. 

quinta-feira

Dúvida cruel

Olá Fred!!! Há um ano conheci um rapaz pela internet, nossa intenção era apenas sexo. Ele dizia que não havia menor possibilidade de namoro e eu concordei. Passados sete meses nessa situação e a cada dia com mais encontros, mensagens, emails... Ele solta um "eu te amo" e logo me pediu em namoro. Eu do meu jeito de ser tipo: deixa a vida me levar e também gostando dele, aceitei para ver no que ia dar. O fato é que somos de níveis sociais diferentes, ele sempre foi um ferrado, muitas vezes sem dinheiro para gasolina, lanches, restaurantes então nem pensar. Pediu-me dinheiro emprestado algumas vezes (pagou tudo) e hoje fala em filhos, família, casamento. O que tem me incomodado demais é que ele almoça, janta e lancha na minha casa (moro com meus pais), e acho que faz isso porque com isso economiza o dele. No momento estou desempregada, então vejo a carga que estou sendo para os meus pais e, se não bastasse isso, o meu namorado também está nas costas deles. Não sei o que fazer. Não sei se não acredito no amor dele pelos acontecimentos iniciais (não quero nada, além de sexo e agora quero tudo pelo amor) ou se ele é um oportunista folgado. 

Não posso me manifestar a favor ou contra, seria injusto da minha parte condenar o namoro de vocês somente por ele ser um pé-rapado, para que eu pudesse dar a minha opinião com a menor margem de erro eu precisaria de mais detalhes sobre essa sua relação. Mas acredito na vontade das pessoas, isso quer dizer que se você está me escrevendo é porque está com uma pulga atrás da orelha e tem algo na sua relação que está lhe incomodando ou podem ser alguns sinais reveladores... O meu conselho para você é: pondere os prós e os contras desse relacionamento, deixe o coração de lado um pouquinho e use mais a razão para resolver essa questão... Crie um questionário sobre o seu relacionamento que tenha no mínimo 30 perguntas sobre temas variados (família, amor, amizade, companheirismo ambição, estudo, trabalho, comportamento, sonhos...), esse questionário tem que conter o que é realmente importa para você e lembre-se de responder com sinceridade as suas próprias perguntas. Exemplos: A relação está em crescimento? O que vocês tem feito para que a relação avance? Você realmente o ama? Ele é ciumento, egoísta, nervosinho? O que você não suporta nele? Qual é o seu limite de tolerância? Ele é carinhoso? Quais são os seus planos futuros? Ele move mundos para atender um pedido seu que seja realmente especial? O que você espera de um homem para estar ao seu lado? Ele lhe faz agrados? Como você enxerga essa relação daqui alguns anos? Ele lhe traz uma flor ou faz qualquer surpresa criativa que não dependa de dinheiro? Ele a respeita? Ele é querido pelos seus amigos e familiares? Ele é espaçoso, folgado, petulante?... Essas são somente uma pequena mostra de perguntas... Não se esqueça de fazer as interrogações que tenham relevância e que sejam conclusivas para você. Depois de respondidas essas questões você irá se surpreender com as suas descobertas de si mesma.  Com essas informações em mãos análise racionalmente e misture o coração para que você possa decidir o que é melhor para você; pois a vida é curta e não se pode perder tempo com relacionamentos nocivos e sem futuro.

Sonhar um sonho é não desistir de ser feliz

Olá Fred!!! Tenho 47 anos e sou solteira. Por sorte aparento ter 40 anos. Fiquei indisponível para relacionamentos desde os 37 anos por depressão e baixa auto-estima. Faltava-me coragem e energia enquanto isso sobrava trabalho e terapia. Agora estou recuperada, mas penso em desistir dos relacionamentos porque os homens acham estranha a minha solteirice.  Após os 40 anos a maioria dos homens já se casou ou estão casados e os que estão solteiros não querem compromisso e, além disso, o homem brasileiro procura por mulheres com menos idade que a minha. O que eu devo falar quando um homem me perguntar por que nunca me casei? Não gostaria de passar uma imagem de rejeitada ou de fruta madura na feira que ninguém quis comprar. E eu tenho conhecido alguns homens disponíveis com a minha idade, mas eles agem como se eu tivesse a obrigação de passar a noite com eles já que não sou mais mocinha... rs. eles não usam uma palavra bonita para seduzir e muito menos carinho querem ir logo para o rala e rola. Quando a um convite para sair eles me perguntam se sou solteira e se já namorei; imagino que queiram saber se ainda sou virgem!!! Às vezes fico pensando que meu tempo para o amor passou com a idade. Agora que tenho 47 anos já não sei se sou uma quarentona ou uma cinquentona. Como propor encontros sem dar a impressão de precisar de um relacionamento estável? Não apoio e não preciso de sexo casual. Mas tenho a impressão que tenho que provar não estar desesperada por compromisso. Não me sinto a vontade de transar sem antes dar uns “amassos” e só tenho encontrado homens insensíveis que querem ir logo para os finalmente. Eu gostaria de ser cortejada e conquistada, mas encontro homens que tem as mulheres mais novas a seus pés e por isso me tratam como se eu estivesse no lucro ou como se fosse um favor fazerem sexo comigo. E agora com quase 50 anos eu devo desistir ou ainda ha esperança?

Desistir nunca!!! Olhe ao seu redor e você vai ver casais recém formados de todas as idades, você precisa mudar o foco dos exemplos de relacionamento que anda seguindo. Se você acredita na relação e a quer do seu jeito, então não mude o seu conceito e continue procurando pelo seu semelhante. É verdade que tem vários homens casados, separados, compromissados, solteiros procurando por sexo fácil, mas também existem homens que estão em outra “vibe”. O que você precisa é encontrar o seu varão que esteja na mesma sintonia e que queira a mesma coisa que você de uma relação. Quem sabe você está dando tiros para o lado errado. Faça uma reavaliação sobre os lugares onde está caçando, pode ser que você esteja procurando pelo dito-cujo em um ambiente que não condiz com as suas pretensões, fazendo de você uma codorna no covil dos lobos... rs. Você precisa aprender a analisar os homens com quem está saindo, os afoitos, insensíveis e pouco educados devem ser descartados no primeiro “oi torto” que derem, pois estes apressadinhos só querem uma coisa de você (vuco-vuco) por isso dificilmente irá cortejá-la e se o fizerem será com uma carinha de anteontem somente para convencê-la a dormirem com eles, pois sabem que esse será o único e derradeiro encontro; o homem quando quer algo mais ele não está com pressa porque sabe que haverão outro encontros ainda mais agradáveis e que o sexo será uma conseqüência do bom papo, da troca de carinhos, olhares e por aí vai... Com relação a sua solteirice, isso não é problema, você só precisa dizer o que interessa para o pretendente e nada mais, aposto que nesses seus 47 anos de vivência ao menos um namoro longo você teve que dá para usar como referência em uma conversa mais intimista e depois com o passar do tempo você vai se abrindo e mostrando o que você acha pertinente revelar... Lembre-se o homem apaixonado não quer saber dos seus romances anteriores, então esse é o menor dos seus problemas...

sexta-feira

Como conquistar um homem e tê-lo ao seu lado


Após receber inúmeras perguntas sobre esse tema, montei algumas dicas que funcionam com a maioria dos homens, mas primeiro é preciso saber se você está preparada para um relacionamento sério. Conquistar um homem não é uma tarefa fácil, apesar de vocês mulheres acharem que somos todos iguais. Se fosse assim era só comprar um modelo repetido no mercadinho... rs.

Lembre-se que nem todos os homens são suscetíveis a essas seduções, alguns deles por serem comprometidos e realmente felizes em suas relações, outros não querem uma relação séria naquele momento ou não se encontram na mesma sintonia que vocês e ainda existem aqueles que não estão afim de vocês.

Para se aventurar em uma relação você precisa ter auto-estima, gostar de si mesma, ter boa postura, passar confiança, olhar para frente e de cabeça erguida. Se você não está satisfeita consigo mesma então encontrará muitas dificuldades para conquistar e ser conquistada. Esqueça os fantasmas e as frustrações amorosas, porque a fila anda e quem vive do passado é museu. Não me venha com aquele “dramalhão de Betty a feia” para conquistar um homem não precisa ser bonita, tem que ser atraente para ele. O que você precisa é ter a chance de mostrar o conjunto da obra (rosto agradável, um corpo atraente, um bom papo, bom humor, a alegria do sorrir...) se essa apresentação não lhe for permitida pelo apressadinho, que seja por outro que saiba te valorizar e respeitar, o que não pode é se abater. Aposto que você conhece mulheres que não são sensuais e nem bonitas, você não dá nada por elas e as danadas estão sempre bem acompanhadas, pois elas têm duas qualidades, o charme e um carisma especial para atrair os homens. E acredite você também pode ser bem sucedida no amor. Então não se descabele, pois o seu par está solto por aí a sua procura.

Antes de partir para um novo relacionamento faça uma auto-avaliação e descubra o que você quer? Uma relação séria, sexo casual, um P.A, um rolo, um relacionamento carnal, um namoro, um casamento... Tenha em mente o que deseja de um homem. Seja clara diga quais as suas intenções para não cometer equívocos futuros. 

Se o objetivo for sexo casual tenha absoluta certeza disso, pois você não pode se apaixonar ou o que era para ser uma noite de prazer pode se tornar dias de sofrimento.

Algumas mulheres projetam os seus sonhos de princesa e querem encontrar um homem perfeito, maravilhoso, fiel, carinhoso, sincero, etc. e no primeiro figurão que a trata com um pouco de doçura. Elas acham que ele é o cara (príncipe) e com isso perdem a sensatez e deixam de avaliar as qualificações desse homem, ficando cegas para os inúmeros defeitos que acompanham esse candidato e quando se dão conta estão em um relacionamento nocivo e desesperador; a partir daí essa relação se arrasta até que por um milagre divino vocês conseguem se desvencilhar desse frango de macumba. Por causa desses canalhas a mulher passa a acreditar que todos os homens não prestam e que as opções delas se resumem a apenas duas: Ficar sozinha ou aceitar um desses trastes em sua vida. Contudo o que muitas não sabem é que existem bons homens e não são tão raros assim.

As mulheres que dão valor a corpos e estilos ou se sentem atraídas por homens arrogantes, cafajestes, fúteis e mimados não podem esperar muito deles ou vocês os aceitam ou pulam fora do barco. Um pode se adaptar ao outro; mas mudar!!! Acho muito difícil!!! Quem segue a frase: “comigo ele vai ser diferente; eu tenho paciência e posso mudá-lo” na maioria das vezes se dá mal... rs.

Outra mudança que as mulheres precisam fazer na vida é parar de acreditar em lendas, parar de achar que homens bonzinhos, respeitadores e de caráter são sem graça... No relacionamento os valores estão equivocados o bom é ruim e mau é legal. Pare de bajular os homens que não prestam e passem a enxergar as qualidades do certinho, quem sabe esse tipo de homem não lhe surpreenda.

Não seja do tipo que se apaixona facilmente, daquela que já pensa na união dos sobrenomes, no vestido de noiva e no nome dos filhos antes de conhecer bem o pretendente e analisar o seu caráter. Não crie expectativas no início, não tenha devaneios de que achou o homem da sua vida no primeiro encontro, pois vocês podem estar de lado opostos; você querendo algo sério e ele apenas curtição.

Como saber as reais intenções do rapaz? Com conversas e encontros freqüentes, usando do bom senso e da sinceridade, sempre respeitando às vontades um do outro, sem forçar a barra. O homem interessado moverá mundos para estar com você.

Não crie personagens, porque a relação que começa com uma mentira poucas chances tem para dar certo, seja sempre você mesma, tanto no modo de agir como no jeito de se vestir.

O homem dança conforme a música apresentada, se você for descolada e abusada ele o será, se você se portar como uma vulgar essa será a sua marca, por isso muito cuidado para não passar a impressão errada do seu interesse. Você atrai para si quem você cativa. A mulher precisa estar sempre se policiando, pois o que ela transparecer vai ser o sinal que ela está mandando para o homem. Quando a mulher usa demasiadamente o corpo para seduzir um mancebo ela está passando a imagem errada e com isso os pretendentes serão fúteis, superficiais e querem apenas sexo. Se você aprender a se destacar pelas suas outras qualidades além do corpo físico (inteligência, beleza, desenvoltura, bom papo...) irá atrair um perfil melhor de homens. Não adianta desnivelar o padrão para conseguir uma relação séria, é muito difícil uma mulher inteligente se dar bem com um homem xucro, então mantenha o seu alvo em quem você se assemelha.

Não seja exigente demais na procura do seu parceiro ideal, aprenda a olhar para o seu umbigo, já que você também tem defeitos e atitudes nos quais muitas pessoas não gostam, então seja mais tolerante com as pequenas falhas do seu pretendente.

Não seja autoritária, não faça cobranças a toda hora. Você tem que ser a companheira e não a chefe. Ninguém gosta de receber ordens, nós homens fugimos de mulheres que tentam a todo custo mudar os nossos hábitos, é claro que existe os maus hábitos e o homem que não sabe diferenciá-los e não procura melhorá-los, não merece estar ao seu lado.


Cuide sempre da sua aparência sem esquecer a beleza interior, tente harmonizar a sua inteligência com a sua vivacidade. Jamais exagere na maquiagem e no perfume, use um batom discreto, evite os decotes e as roupas curtas a não ser que queira curtir uma noite e nada mais... Nunca deixe o desleixo tomar conta de você, não é porque arrumou um compromisso sério que pode dar-se ao luxo de ser descuidada com a aparência.

Nenhum homem gosta de mulher que não se cuida, precisa manter o corpo em boa forma e com saúde. Os homens agem de acordo com o que avistam, portanto, unhas, maquiagem, cabelos, pele e roupas têm que estar sempre impecáveis. Quem não demonstra cuidado consigo mesma, não se respeita e passa essa mensagem: “Se ela não se respeita, porque eu devo respeitá-la”. 

Se você está caçando, a linguagem corporal e facial ainda seduz muito os homens, esteja sempre bonita, sexy, sendo conservadora e recatada. Os homens quando estão paquerando são observadores ou você acha que ele não viu o balançar do seu traseiro, ele viu sim!!! E se ele fosse especialista em grifes poderia até dizer qual é a marca da sua roupa.

Para mostrar interesse em um homem no qual acabou de conhecer, mantenha sempre o contato visual e ao conversar toque em seu braço, esbarre em suas mãos, isso fará com que ele perceba que pode ter uma chance com você. Não se esqueça do sorriso, às vezes um belo sorriso encanta mais do que roupas curtas e decote avantajado.

Ao conhecer um homem não fale pelos cotovelos, quando ele lhe perguntar algo não responda monossilabicamente, não exponha por completo a sua vida, faça um pouco de segredo, tenha assuntos variados para que a conversa seja interessante, alterne em escutar e falar e sempre mostre interesse no que ele diz, se você não entender o que ele está falando ele irá explicar com o maior prazer e se você não gostar do tema tente sutilmente mudar para algo que os dois gostem; lembre-se: muito é chato e pouco é desinteressante. Homens seguros gostam de um bom papo e de mulheres inteligentes...

Não faça da sua paquera um amigo íntimo, não pergunte sobre o salário dele, não entre na intimidade familiar e suas preferências na cama, evite assuntos constrangedores, não se aprofunde e não gaste todo o seu repertório de uma só vez, guarde um pouco para um segundo encontro.

Para o próximo encontro faça a lição de casa, leia e procure se inteirar nos assuntos que ele gosta, mas jamais finja interesse para conquistá-lo. Se por acaso tudo o que ele adora não te interessa, não insista!!! Pule fora e arrume outro pretendente que tenha mais a ver com você, não adianta ter o homem que naquele momento você acha perfeito e que no futuro não irá lhe acrescentar em nada, pelo contrário vocês estarão sempre em caminhos opostos. Afinidade requer algumas semelhanças como nos desejos, aspirações e interesses.

Tenha bom humor, ria das situações embaraçosas da vida, isso fará com que ele a veja como uma pessoa de bem com a vida e não como uma louca desvairada, mal humorada, rancorosa, rabugenta e estressada. Trate todos como você gostaria de ser tratada e se não obtiver retorno, caia fora, seja ele o namorado, o marido, amigos, familiares, colegas... Aprenda a se divertir, sorrir, dançar, conversar... Deixe a timidez, os lamentos e os rancores de lado, se destaque entre a concorrência, pois nenhum homem vai cortejá-la se você bancar a vassoura velha mal humorada no canto da sala.

Para ser paquerada você tem que estar descansada, feliz e com o sorriso largo. Evite sair de casa quando estiver estressada e infeliz, senão esses sentimentos irão transparecer e ninguém merece conhecer uma pessoa chata, abatida e com carinha de anteontem, isso só irá afastar qualquer tentativa de um homem se aproximar de você.

Nunca banque a louca psicótica, homens não gostam de receber centenas de ligações. Não adianta grudar em seu homem como uma sanguessuga, nós homens não somos um bibelô para a sua admiração obsessiva, temos vida própria e acredite às vezes ela é diferente da sua.

Ficar com medo de que o dito cujo desapareça não pode fazer de você uma escrava das vontades dele. A relação tem que ser boa para ambas às partes, senão for assim é melhor deixá-lo ir. Em um relacionamento nunca aceite imposições ou chantagens, você pode até mudar e se adaptar a relação, mas isso tem que vir da sua vontade, não faça nada que lhe deixe insatisfeita só para agradar o parceiro, ele tem que aceitá-la do jeito que você é.

Qualquer lugar pode ser o ideal para paquerar. Porém se você não sair de casa não tem como um homem bater a sua porta procurando-a para um relacionamento sério. Procure freqüentar lugares agradáveis e que tenham a ver com você, desse modo se você achar o homem ideal já terá algo em comum com ele. Opções: Vá ao cinema, teatro, shows, festas, bares, cursos, clubes, academias, parques, exposições, reuniões com os amigos...

Agora se você já sabe quem é o pretendente e tem certeza que ele arrasta uma das asinhas por você, as redes sociais são de grande ajuda, nela você pode descobrir os gostos e os lugares que ele freqüenta e com essas informações em mãos você pode dar um jeito de aparecer de surpresa nos compromissos dele e ficar em evidência como se fosse uma coincidência.

No primeiro encontro você vai para conhecer melhor o pretendente, não vai para transar, então não tem porque sair com roupas decotadas e curtas tem é que manter o mistério, você deve ir bem charmosa, perfumada e com pouca maquiagem, pois o que você quer nesse encontro é conversar olhando nos olhos dele, prestar atenção no que ele diz e perceber se ele faz o mesmo com você; por isso não faça do seu corpo seu concorrente. No final do encontro não se esqueça de dar abertura para o segundo encontro agradecendo e dizendo o quão agradável foi à companhia dele.

Se o primeiro encontro for a um restaurante não seja esfomeada e nem do tipo que vive de pão e água por causa de regime, deixe para passar fome em casa, nós homens gostamos de mulheres que tenham prazer pela boa comida, bom papo e um bom vinho.

Não é necessário sair de casa todos os dias com calcinhas do tipo sensual, erótica e ousada a não ser que você já esteja com segundas intenções. Fique sempre preparada para momentos íntimos, nunca se sabe o que pode acontecer durante uns “amassos” mais “calientes”; tem coisa mais broxante e ridícula do que uma mulher usando calcinha cor da pele do tipo coador de café gigante e furadinha. Não se esqueça também de colocar na bolsa o “kit sonequinha” com escova de dente, camisinha, absorvente, perfuminho, etc.rs.

Se você deu uns beijinhos no carinha, trocaram telefone e ele disse que iria ligar, então segure o seu ímpeto e espere pelos cinco dias de prazo que um homem tem para ligar para uma mulher, se ele não ligar, não o procure, desencana e parta para outro, pois este não está afim de você, se você o procurá-lo estará se oferecendo e pode ser até que você consiga um “repeteco”, no entanto as intenções dele para com você serão apenas de uma comidinha fast-food. Eu sei que vocês gostariam que os homens ligassem mesmo que fosse por educação, o ego feminino agradeceria, seria um termômetro de que a noite foi agradável para ele também. Porém a maioria não é assim, conformem-se!!!

Muitas mulheres estão tomando iniciativa no ato da conquista, mas alguns homens ainda não enxergam com bons olhos esse tipo de atitude, quem sabe um dia eles darão conta que existem mulheres extraordinárias querendo conhecê-los, entretanto para isso é preciso romper barreiras e preconceitos para darem uma chance ao inesperado.

Eu sei que a gentileza masculina está em falta e que a mulher está tendo que ir a luta para conseguir os melhores partidos e com isso elas por muitas vezes estão “quebrando a cara”.  A mulher sempre esperou pela atitude masculina e hoje eles acomodaram, não estão mais correspondendo a essa expectativa e deixando as mulheres frustradas, diante disso, eu digo para vocês flertarem como antigamente, pois ainda existem cavalheiros no mercado.

Não esteja sempre disponível, mostre que você tem uma vida que não seja a dele, saia com suas amigas, não se submeta as vontades dele, contudo seja educada ao recusar o convite que ele lhe fez em cima da hora, sendo assim da próxima vez ele se adiantará ao lhe convidar para sair e não vai parecer que ele só a convidou porque não tinha nada melhor para fazer naquela hora.

Finalmente você conseguiu um compromisso sério, agora é só casar e constituir família... rs. Não é bem assim!!! Nenhum homem gosta de cobranças, principalmente no começo, pois ele está se adaptando a uma vida a dois, onde ele passa a ponderar o que é melhor para ele, se são as baladas, os amigos ou você. Então vá devagar, um passo de cada vez, não imponha rótulos (marido, namorado, namorido...), tudo tem o seu tempo, nós detestamos ser cobrados ou forçados a tomar qualquer decisão, ninguém muda só porque você deseja. Homem no início da relação é igual sabonete, se apertar muito ele escorrega pelas mãos e vai embora. Procure ser independente, tenha vida própria e não descarte suas amizades, evite respirar a todo tempo o mesmo ar do seu companheiro.


Nós aturamos e convivemos com a TPM das mulheres, então nada mais justo vocês aprenderem a respeitar o nosso momento “urso”. É o momento onde nossa mente está vazia, o cérebro está hibernando e não queremos fazer nada, queremos ficar sentados na caverna, sem falar, sem escutar e às vezes até sem comer, apenas curtir um breve período de paz e sossego...

Vamos à parte mais difícil; os amigos dele... rs. A opinião favorável dos amigos no início da relação é muito importante para o homem. Por isso quando você for apresentada para a turma dele, mostre discrição, aja como uma lady, você não precisa se transformar em outra pessoa; apenas não se exponha demais e ao final desse encontro guarde para si as suas impressões negativas relacionadas aos amigos dele.

Com o desenvolvimento da relação, vá revelando os seus segredos aos poucos, quando conversarem sobre os seus relacionamentos anteriores seja superficial, não exponham os erros amorosos e as traições do passado, não faça comparações entre os amantes e não revele a quantidade de homens que já passaram pela suas mãos, é melhor o homem bancar o tolo é fingir que acredita no que você diz do que uma revelação que pode ser prejudicial para o sucesso do casal. (tem verdades que o ego do homem não está preparado para saber)

Não deixe os problemas que a incomodam para mais tarde, porque futuramente eles irão lhe assombrar, a melhor coisa a se fazer nesse caso e esclarecer as pendências, ficar guardando mágoas e problemas extinguem a relação. Quando forem por em pauta as discussões, que seja de uma maneira serena e inteligente e procurem acabar com as diferenças de uma vez. Depois de falado e resolvido não fique relembrando a toda hora os erros do passado, isso desgasta a relação.

Se você está em uma paquera ou em uma relação que não anda para frente e você se sujeita as vontades dele, não tem encontros duradouros, ele nunca está disponível para você, ele sempre decide como e quando sair, ele se mostra desinteressado pelos seus assuntos. Está na hora de acordar e partir para outro, dessa maneira você já está em processo de mendigar por migalhas de amor. Não acredite em mudanças e não perca mais o seu tempo com esse mancebo manipulador, a não ser que goste de ser o capachinho da porta dos fundos.

Atualmente a mulher está partindo para cima dos homens, flertando, paquerando, não vejo nada de errado, mas tem que ser de acordo com o bom senso, não pode ser petulante e nem agressiva, essa sedução tem que ter a ternura e o charme feminino para não assustar os homens, se for muito direta ao ponto a situação pode fugir do controle e simplesmente espantar a paquera. Você precisa saber a hora de ser ousada ou discreta.

Poucos são os homens que evoluíram no quesito “xaveco” a maioria prefere tomar a iniciativa no primeiro encontro. Por isso segure a sua onda não demonstre demais o seu interesse, deixe-o vir para cima, se ele estiver afim de você com certeza ele o fará. Agora se ele for tímido e inseguro (perfil péssimo) e você fez a lição de casa, pesquisou e descobriu que ele realmente tem uma quedinha por você, então você pode arriscar um contato através de um papo ou um telefonema, porém fique atenta para não ser sempre você a tomar a iniciativa, porque no relacionamento tudo tem que ser recíproco.

Por mais bem sucedidos profissionalmente ou que a vida de solteiro seja boa, os homens também querem um relacionamento sério, eles estão procurando por seus pares... Geralmente eles procuram por mulheres que saibam conversar, que não entrem em atrito com a sua família e amigos, que seja discreta, bonita e tenha conteúdo.

Ultimamente o homem também está dando importância para mulheres independentes e participativas que lutem ao lado deles em prol de um sonho comum. Ele não quer mais uma mulher fraca emocionalmente, que dependa dele financeiramente ou que se seja um atraso de vida. A relação tem que ser de admiração, tem que ser envolvente, o homem maduro quer se casar, ele não se importa em abrir mão de sua liberdade (maior medo de um homem) quando encontra uma mulher que pode fazê-lo feliz, que o admire, seja responsável, essa mulher tem que ser interessante para que ele tenha vontade de conversar e estar ao lado dela por horas ao invés de ficar na frente da TV ou pleiteando botecos com os amigos.

Essas foram somente algumas dicas. Para poder aprofundar mais no tema é preciso avaliar o perfil de quem paquera e adequar as suas qualidades, vontades, valores e virtudes para achar um par que possa vir a ser o ideal para cada um...

Eu sei que esse texto não irá agradar algumas mulheres, mas o tema é como conquistar os homens e não como conquistar as mulheres. Ninguém merece ter ao lado uma mulher que perturba a toda hora, é chata, controladora, mal humorada, manipuladora, grudenta e estressada. Se você se encaixa em algum(s) desses itens acima procure por ajuda ou tente se controlar, senão fatalmente ficará sozinha ou terá um relacionamento morno e de aparências.

Lembre-se que a conquista amorosa é uma tarefa diária. Para o sucesso dessa conquista você tem que praticar seja: com o marido, namorado, rolo, “ficante”, “P.A”, colegas, familiares, filhos e amigos.

quarta-feira

Começa com um tapinha

Oi Fred!!! Comecei a namorar um rapaz quatro anos mais novo que eu. Começamos a ficar meio que na brincadeira, eu tinha terminado um namoro fazia pouco tempo e ele também. Ele sempre foi mulherengo e baladeiro... Mas ele disse que queria algo sério comigo e assumimos uma relação, eu o apresentei para a minha mãe e ele me apresentou a família...  Na virada do ano, ele me deu uma aliança de compromisso e fez juras de amor, mas em fevereiro eu descobri na rede social que ele ainda falava com a ex. namorada, até aí tudo bem o problema era o que ele dizia para ela; ele falou que sentia saudades, que jamais a esqueceu e que faria de tudo para ficar junto dela novamente... Brigamos e quase terminei; depois de muita discussão, ele disse que tinha mudado desde o dia em que havia me dado a aliança... Ficamos numa boa por mais um tempo até que novamente eu vi outras conversas dele na rede social; ele dava em cima de todas as garotas descaradamente e chamava todas de linda e nunca falou isso para mim; fiquei fula da vida e mais uma vez brigamos e quase terminamos... O pai dele é sistemático e nervoso, a mãe não tem voz ativa e eu nunca fui de abaixar a cabeça para nenhum homem. Só que agora!!! Tudo o que eu faço, ele não gosta e se faz de coitadinho para que eu me sinta culpada; fora isso!!! ele é bem nervosinho e às vezes me trata com grosseria! Outro dia nós discutimos porque eu peguei uma ligação da ex. namorada no celular dele... Atualmente ele tem se mostrado arrogante e sem paciência, trata mal as minhas amigas e quer total atenção, teve até uma vez que ele me puxou pelo braço com tanta força que ficou roxo, em outra ocasião ele deu um “piti” porque o meu ex. estava na festa, queria brigar e gritava sem parar, tentei argumentar e ele mordeu os meus lábios, na hora de ir embora ele me deixou falando sozinha então fui para outro lado só que ele me puxou para irmos embora juntos... Não sei o que acontece, mas estou ficando com medo dele!!! Ele sempre foi irritadinho e por vezes quando saímos arrumava brigas por perder o controle... Gosto muito dele e estamos juntos há quase um ano, temos vários planos futuros; Só que depois desses acontecimentos, estou em dúvida, tenho medo de ele me bater e que me proíba de fazer as coisas que gosto.
 
Você precisa dar um basta nessa situação porque uma relação tem que ser de amor, companheirismo, respeito e por aí vai... Não pode ser um relacionamento de medo, bordoadas, desrespeito, xingamentos, angústias, grosserias e desgostos... Com relação a ele ser mulherengo pode ser que um dia passe, ele ainda e novo, acabou de sair das fraldas, se ele não curtir agora e cometer os erros da idade provavelmente ele irá cometê-los no futuro, ele precisa ganhar maturidade e responsabilidade e isso só vem com o tempo por isso na idade de vocês o melhor a se fazer é curtir a relação, a companhia um do outro e não ficar brigando e sofrendo... Eu acredito que tudo tem o seu tempo; existe o tempo de namorar o de estudar e muitos outros, não adianta forçar a barra e pular etapas, agora o que você devia fazer é focar nos estudos, se formar, trabalhar e curtir a vida com os amigos e com alguém que lhe faça sorrir todos os dias; pare de acelerar a vida e caminhe para frente sem atropelos. Agora se ele não se acalmar, por favor, não insista com essa pessoa, pois um cara que não tem controle emocional a tendência é só piorar, o que ele precisa é de tratamento. Aprenda a ver os sinais de um relacionamento nocivo, avalie o grau de satisfação ao lado dele, veja se vale à pena continuar essa relação com receio de que ele possa um dia vir a lhe fazer um mal irreversível... Se a resposta for pelo término (estou torcendo por essa alternativa) passe a viver com o sorriso no rosto que logo irá surgir em sua vida alguém que lhe conforte, lhe dê segurança, amor e que esteja na mesma sintonia que você (sempre sorrindo).

O sugador de vidas

Tenho 20 anos meu “namorido” tem 24, estamos juntos desde os meus 17 anos e temos uma filha de três meses. Ele eu estamos morando na casa dos meus pais, faço faculdade e queria acabá-la antes de ter filhos, mas eu engravidei sem planejar!!! Quando fiquei grávida meu namorado estava desempregado e morava com os pais dele, como a distância entre as famílias era grande ele acabou vindo morar na minha casa. Eu não sentia vontade de transar com ele durante a gravidez e depois também não sinto nenhuma vontade, ele agora trabalha a noite e passa praticamente o dia todo dormindo, ele vai para academia, depois navega na internet para descabelar o palhaço (masturbar) e ao saber disso peguei nojo dele e não tenho mais vontade de dormir com ele. Como ele fica nesse esquema de come e dorme raramente ele ajuda em casa, seja na arrumação ou financeiramente, as despesas aumentaram muito desde a chegada dele em casa, pois ele come como um troglodita esfomeado e o meu pai é que banca tudo...  Nos finais de semana ele desaparece, vai jogar futebol, sai com os amigos e eu fico em casa com a minha mãe cuidando da nossa filha... Minha mãe me ajuda ficando com a nossa filha sempre que pode para que eu possa estudar e o inútil do meu namorado assistindo televisão ou quebrando alguma coisa em casa que é claro que ele não vai repor, pois nunca tem dinheiro... Para terminar a minha saga ele me confessou quando estava bêbado o interesse por duas meninas uma delas ele vive olhando as fotos nas redes sociais e a outra e a ex. dele pela qual ele sempre foi apaixonado... Meu pai comprou um apartamento para mim e devemos ir para lá daqui uns seis meses, mas não sei se quero continuar esse relacionamento, a cada dia que passa, fico mais magoada, já tentei conversar com ele, mas ele sempre responde com grosserias e ainda se faz de vitima e eu acabo sempre me sentindo culpada... Estou cansada e perdida queria um homem para ajudar a criar minha filha, mas ele está mais para um moleque...

Eu devia era te esculachar, mas o seu vulgo “namorido” já faz isso com você!!! Se eu fosse seu pai eu a ajudaria a tirar esse rato de casa à base de vassourada, pois ele é um traste, aproveitador, encostado, sanguessuga, manipulador e punheteiro que merece estar fora da sua vida e da vida de qualquer outra mulher da face da terra... Se ele pensa que porque tem uma filha com você dá o direito de ser um escroto, ele está muito enganado; você é nova e pode refazer a sua vida ao lado de um homem de verdade que a respeite, queira bem a sua filha e a sua família, assim sendo a primeira tarefa a ser realizada em busca da sua felicidade é se livrar da macumba do filho de cruz credo chutando essa desgraça para longe de você... rs. Não demore muito para tomar a iniciativa porque quando vocês passarem a morar juntos a tendência e piorar. Você diz não ter vontade de transar com ele e ainda sente nojo do dito-cujo então eu pergunto: O que você está fazendo ao lado desse parasita inútil que é um come e dorme que não tem responsabilidade e ainda por cima não gosta de você, já que revelou estar interessado por outra mulher? Você sabe que está em uma relação infeliz e nociva e não adianta usar a filha como desculpa porque já faz um tempo que filhos não seguram relações, a cura para essa situação em que se encontra está em você tomar uma atitude e colocar um basta neste relacionamento... Para mudar é preciso ter coragem, faça da sua história uma experiência de vida, a sua felicidade só depende de você, se você não o fizer ninguém o fará por você...

Precisamos de uma sacudida para seguirmos com o nosso caminho

Fred!!! No final do ano passado fiquei com um rapaz em uma festa e foi ótimo! Já nos conhecíamos porque trabalhávamos no mesmo lugar, porém em prédios diferentes... Na festa ele revelou que sempre foi interessado em mim, passamos a nos relacionar por mensagens até que ele me convidou para sair... Foi tudo de bom!!! Trocamos elogios, descobrimos gostos em comum, tivemos uma química deliciosa e até demos uns “amassos” e foi só... Ele ficou de me chamar para sair novamente, mas não me procurou...  Aceitei o fora por alguns meses e até  saí com outros caras, mas nunca deixei de pensar nele... Um dia não resisti e mandei uma mensagem dizendo a ele que apesar de tudo podíamos ser amigos e ele respondeu com desculpas por não ter me procurado e que sim podíamos ser amigos... Um dia fomos almoçar juntos e percebi o quanto eu queria ficar com ele e pior e que eu senti nele a mesma vontade, mas para variar ele não tomou atitude alguma... Dias após nos encontramos no trabalho e lá fui eu mandar mensagem deu certo e logo estávamos conversando e trocando palavras de duplo sentindo e de sentindo nenhum... rs. até que ele sugeriu da gente se encontrar, aleluia! Marcamos para uma sexta à noite. No dia da saída ele me liga dizendo que estava saindo do hospital e que o nosso encontro teria que ser adiado por um tempo... Eu deixei bem claro que a partir de agora a iniciativa teria que ser dele e ele respondeu que iria tentar (que raiva), “soltei os cachorros” e “despejei o verbo” disse coisas que não devem ser ditas, mas estava possuída pelo ódio... Ele respondeu que tinha sido mal interpretado e que depois nos falávamos, senti vergonha do que disse, tentei me justificar, mas não deu certo; depois disso ele não respondeu mais e nem me ligou... Cheguei a pensar em insistir, mas desistir por não saber o que dizer... Estou com muita raiva de mim porque sou bem grandinha para saber que ele de fato não estava interessado em mim, senão ele teria me procurado e ainda sinto mais raiva por me interessar por um homem sem atitude que ficou me cozinhando... Não paro de pensar nele como se fosse uma obsessão, tenho vergonha da minha atitude de louca, não consigo mais gostar de ninguém, quando saio com as minhas amigas acho todos os homens desinteressantes...

Vejo a sua cartinha como um desabafo, visto que você sabe qual é o problema e já está no processo da cura do seu mal... Com relação aos outros rapazes você só vai ter vontade de ficar com eles quando o luto terminar, não adianta forçar a barra, curta a “morte do ex.” , desabafe, solte os bichos, chore o que tiver que chorar e coloque um prazo para o fim do luto porque nenhum homem merece uma dor eterna; principalmente esse fulaninho que de homem não tem nada, pois não teve coragem de chutá-la do jeito certo e a enrolou como a um carretel de barbante...  A vida amorosa é assim mesmo cheia de altos e baixos, ás vezes estamos amando e em outras odiando, mas o tempo cura tudo e ajuda a nos relacionarmos com as pessoas novamente... Dica: Quanto mais você se lembrar desse amor do passado no presente, mais a dor irá permanecer assombrando e prejudicando o seu futuro...  Com calma você precisa esvaziar o seu coração despejar esse amor nocivo e dar lugar para outro entrar, pode ainda não ser cara certo, mas o que não pode é desistir e ter medo de amar; só encontra o amor quem o vivencia com as dores e prazeres que ele nos proporciona... Lembre-se que as suas dores não são as maiores do mundo; escolha para a sua vida sempre o caminho do amor, sinta o prazer do coração bater com suas dores, alegrias, decepções, contentamentos, angústias, sonhos e desapegos... Amar só é uma perda de tempo quando ele não traz aprendizado, quando ele é volúvel e sem propósito; o sofrer de amor nos engrandece e nos faz melhores, pois descobrimos o que queremos para nós e o que não podemos fazer para os outros...