quinta-feira

Viva e deixe viver.

Olá, Fred! Ao contrário do que é mais comum no seu blog, não sou uma mulher escrevendo... Sou homem, tenho 23 anos, sou formado, bom emprego, boa aparência (sem falsa modéstia)... Namorei por três anos, sempre gostei muito da minha namorada, sempre a apoiei, fui parceiro, incentivador de seus projetos e ela sempre se queixou que eu não era muito romântico, carinhoso, enfim, até eu reconhecia essa minha limitação, mas eu não conseguia ser diferente... Apesar de todo esse tempo junto, não a via como minha futura esposa, ela tinha um gênio difícil, cheguei a terminar, mas por sentir muita falta dela voltei, há um mês ela terminou comigo e parece que não está nem aí, vai para todo lugar, sai com vários amigos que dão em cima dela, mal fala comigo, diz que está bem sozinha e quer continuar assim... Eu estou muito mal com isso, quero sempre saber o que ela faz, minha auto-estima está baixa, estou inseguro até mesmo para buscar uma nova pessoa, sinto-me chato... Nas horas de fraqueza mando mensagem, e-mail, falo por MSN e ela responde friamente... Quero esquecer tudo, quero deixar de fazer esse papelão... Mas sinceramente não tenho conseguido e não sei mais o que fazer! Sei que a receita básica é bola pra frente, vá a luta, ocupe a cabeça... Mas essas palavras não têm funcionado muito para mim, preciso de algo que efetivamente funcione!!! Alguma sugestão? Pelo amor de Deus, qualquer conselho, "tapa na cara", chacoalhada, qualquer coisa serve... rs. Obrigado!

O que dizer!!! Não sei se posso te ajudar, mas vou tentar... Acho você muito novo para estar nessa situação, você precisa curtir a juventude, devia focar o seu problema em viajar, curtir a vida, farrear... Acredito que você seja maduro para a sua idade, mas você precisa saber que não vivemos mais no feudalismo quando tínhamos que nos casar com 20 anos ou menos porque a vida era curta e quase não passávamos dos 40 anos; hoje você pode formar a sua família com calma e ter absoluta certeza de que fez tudo (viagens, baladas, namoros...), para que na hora que achar alguém que te mereça, você saiba respeitá-la e não venha a magoá-la com saidinhas furtivas pela madrugada para curtir loucuras e sonhos que ainda não realizou e muito menos colocar um filho no mundo e deixá-lo sem uma representação masculina, alguém que possa ensiná-lo sobre caráter, responsabilidade, honestidade, respeito, alguém de quem ele possa se orgulhar e se espelhar; hoje os relacionamentos estão banalizados troca-se de conjugue como se troca de roupa; uma mulher quando toma atitude de terminar nunca é por impulso, ela pensou muito a respeito, sua namorada deve ser novinha e deve ter caído a ficha de que a situação entre vocês dois estava séria demais e não tinha certeza se era o que queria para a vida dela naquele momento, não adianta pressionar, um mês é pouco tempo, deixe a moça respirar. Meu conselho para você e que aprenda com todo o relacionamento que tiver, se policie para ser sempre melhor, não seja ciumento, escute sempre a sua mulher com muita atenção ela dá sinais com bastante antecedência de suas insatisfações, a paciência delas tem limite e quando terminam geralmente é para sempre.

3 comentários:

Borboleta no Casulo disse...

Nossaaaa, esse dai serviu pra mim rsrs!!
Adorei aquii.
Bjs

Adriana disse...

Bom. Gostei da sua resposta Fred. Mas também gostei do rapaz aí. Tem atitude, coragem e com certeza essa fase vai passar. Ainda tem muita lenha pra queimar rs

Gleiciellen disse...

Ahhhh se fosse o meu ex de tres anos! se ele nao sentia que ela era o amor da vida dele o que ele esperava dela? qnd eu vi q eu nao era o amor da vida do meu ex tb pulei fora e sofro muito todos os dias mas nao posso obriga-lo a gosta de mim! nao entendo esse rapaz viu...